6 março 2021 - 4:25

Treviso: vereadores falam sobre dívida municipal que ultrapassa R$ 6 milhões

No horário político da Sessão Ordinária de ontem (2), o presidente da Casa, vereador Luciano Miotelli (MDB) apresentou o balanço financeiro de Treviso e a dívida deixada pela administração anterior.

Conforme os dados do portal da transparência, em valores empenhados, ou seja, aquilo que a administração municipal deve pagar, são R$ 6,2 milhões, aproximadamente.

“Nos meses de janeiro e fevereiro o que impacta de forma significativa é o bloqueio da Receita Federal de, aproximadamente, R$ 430 mil mensais com encargos sociais, como INSS e FGTS, que foram bloqueados da arrecadação do município”, explicou.

Câmara devolve sobras do duodécimo

Para tentar auxiliar na recuperação econômica do município, a Câmara irá devolver mensalmente as sobras do duodécimo. Na última semana, o Legislativo repassou R$ 30 mil aos cofres públicos.

“É uma economia feita por todos os vereadores desta Casa, fazendo com que a gente possa contribuir com a saúde financeira do município”, explicou o presidente.

O assunto também foi abordado pelo vereador Zander Losso (MDB). Para o parlamentar, a má gestão dos recursos públicos causou a dívida. O edil citou como exemplo a contratação de duas empresas terceirizadas para limpeza de rua, pintura de meio fio, paisagismo e roçada.

“O valor gasto em 12 meses com duas empresas foi R$ 356 mil. Isso é má gestão do dinheiro. A gente poderia contratar uma equipe reduzida, com quatro ou cinco pessoas, e gastar R$ 150 mil em um ano, no máximo”, finalizou.

Para o vereador Reginaldo Rizzati (MDB), a Casa deve buscar recursos para investir no município.

Câmara solicita melhorias na rodovia SC-446

A situação da Rodovia SC-446 foi tema de um requerimento em conjunto apresentado na Sessão de ontem (2). A proposição encaminhada ao CIM-AMREC solicita a recuperação dos trechos que interligam Siderópolis a Treviso, e Treviso a Lauro Muller.

Conforme a proposição, a rodovia necessita de manutenção e conserto nas tampas das bocas de lobos, recapeamento da camada asfáltica, limpeza, drenagem e roçada da vegetação às margens da rodovia.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Luciano Miotelli (MDB), as irregularidades estão causando acidentes, insegurança e colocando em risco motoristas e pedestres que transitam pela rodovia. Além disso, a falta de limpeza e manutenção impede a população de realizar atividades físicas e obstrui a visibilidade das placas de trânsito.

A manutenção foi solicitada considerando o convênio com o Governo do Estado de Santa Catarina para realizar a manutenção das rodovias estaduais.

Rafaela Maffioletti – Câmara Treviso

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-