17 maio 2022 - 3:17

FECAM presente na abertura da Feira Internacional de Negócios

A Federação de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina (FECAM) marcou presença em um dos principais eventos de negócios de países da língua portuguesa: a FIN – Feira Internacional de Negócios, iniciativa da Câmara Brasil-Portugal de Comércio, Indústria e Turismo de Santa Catarina, com apoio da Associação de Jovens Empresários Portugal-China (AJEPC). A participação da FECAM é resultado do termo de cooperação assinado entre as instituições no mês de março.

Na abertura, nesta quarta-feira (11), o prefeito de Orleans e presidente da FECAM, Jorge Koch, falou sobre a importância de um evento como a FIN no momento em que Santa Catarina vive não apenas o fim da pandemia da Covid-19, mas também se recupera de estragos causados pelas chuvas nas últimas semanas. “O povo catarinense é resiliente, o povo catarinense é forte, o povo catarinense não vai se abater com todos esses problemas. Esta feira é justamente sobre isso. Nesta feira teremos possibilidades de bons negócios, de bons relacionamentos, bons negócios, entendimento e aprendizado. A Fecam, que representa os 295 municípios, traz esse abraço a todos os atores desta feira. Que tudo dê certo e que possamos sair rapidamente dessa crise e entrar em uma nova era de crescimento”, disse Koch.

A FECAM participa da FIN com uma stand para atendimentos aos prefeitos e também disponibilizou 40 ingressos gratuitos para autoridades municipais.

No primeiro dia da Fin Business Forum, os participantes puderam conhecer a visão do Banco Mundial para investimentos no Brasil e as iniciativas globais sobre energia limpa, desenvolvimento sustentável, cidades inteligentes e indústria 4.0. A Feira que conecta empresas catarinenses e investidores estrangeiros, segue até esta quinta-feira (12), com representantes de pelo menos 16 países.

Representante do Banco Mundial, Maria Inês Garcia Lippe fez a conferência inaugural do evento, e falou que a instituição tem recursos para investir em projetos de infraestrutura e mobilidade. “Quando consideramos que 67,5% das cargas transportadas passam pelas rodovias, mas somente 10% delas são pavimentadas no Brasil, constatamos que 50% do problema econômico nacional passa por problemas de mobilidade. Isso encarece toda cadeia produtiva, refletindo no poder de compra da população”, disse, garantindo que esta é uma das prioridades do Banco Mundial, “justamente por proporcionar maior impacto econômico no combate às desigualdades sociais”.

Melanie Hopkins, do Consulado Britânico no Brasil, falou da importância do trabalho em conjunto com o Reino Unido para a produção de energia renovável. “Santa Catarina deve se valer cada vez mais dos seus recursos naturais para aumentar sua competitividade econômica. Estamos dedicados aqui na busca por projetos inovadores em tecnologia, que podem gerar transformações na gestão de resíduos, no transporte urbano e no melhor aproveitamento de gás e energia elétrica. Acreditamos que o Brasil pode ser competitivo internacionalmente por meio da criação de uma cultura de sustentabilidade ambiental”, disse.

O organizador do evento, e presidente da Câmara Brasil Portugal de Indústria e Comércio de Santa Catarina, Jatyr Ranzolin Junior, destacou o impacto da FIN para a geração de negócios. “Estamos muito felizes com a primeira edição do evento, que conseguiu reunir muitas nações e conectá-las com o que de melhor o Estado vem construindo”.

As áreas de inovação e economia criativa ganharam um grande espaço na FIN Business Forum. O evento recebeu a primeira edição do TXM Summit, com painéis, mentorias, pitches e até um desafio que irá pagar um prêmio em dinheiro para as melhores soluções na área de comércio exterior. No primeiro dia de summit, o evento trouxe painel de discussão sobre turismo, palestras sobre Metaverso, inovação e dicas para lançar uma empresa no mercado. A coordenadora do Cocreation by TXM, Naiane Salvi, diz que os pitches foram o ponto alto do TXM Summit, com soluções inovadoras em diversas áreas. “Foram mais de 15 startups de Santa Catarina, Distrito Federal e Alagoas, com ideias que agregam muito ao ecossistema de inovação”.

O TXM Summit abre espaços para empreendedores contarem sua experiência. Odolir Junior – criador do You Do, empresa que faz cardápios digitais para restaurantes via QR Code -, explicou como foi o processo de criação até a venda. “É muito gratificante ver o projeto que você criou se tornar independente e estar agregado a uma empresa importante, como a Intelbrás”, diz.

“O foco do TXM Summit é incentivar a inovação. No entanto, não queremos parar nas ideias, mas sim gerar negócios. A estatística hoje é de que 50% das empresas fecham no primeiro ano por falta de lucro. Nosso objetivo é superar esses problemas, dar o próximo passo, fornecendo metodologia necessária para que as startups se consolidem no mercado, oferecendo soluções inteligentes e criativas”, destaca o professor Luiz Salomão Ribas Gomez, Coordenador do Cocreation lab by TXM, maior laboratório de ideação do Brasil.

A programação encerra nesta quinta (12), no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, em Florianópolis, com palestras sobre agrotech, energias limpas, além do resultado do TXM Challenge.

Com informações fornecidas pelo evento e Facam 

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-