17 abril 2024 - 3:50
- Anúncio -

Chuva causa alagamentos e deslizamento em Orleans e região

Alagamentos deslizamentos  e moradores isolados são registrados no Sul de Santa Catarina em razão das fortes chuvas nas últimas horas. A Defesa Civil monitora os principais pontos de risco.

Santa Catarina tem 139 municípios com registro de ocorrências relacionadas às fortes chuvas e 111 cidades decretaram situação de emergência. Os dados estão no último relatório divulgado pela Defesa Civil estadual, divulgado às11h desta quinta-feira, 12. Permanece o alerta de chuva volumosa para o estado nesta quinta. A partir da metade da tarde, a chuva enfraquece, permanecendo com menor intensidade e especialmente no Planalto Norte e Litoral Norte.

Região

Em Orleans, houve um deslizamento na comunidade de Pindotiba, na SC-390, com blocos rochosos na pista de rolamento.

90 moradores da comunidade de Palmeira Alta em Urussanga estão isolados desde a manhã desta quinta-feira (12). A Defesa Civil acompanha a situação.

Ja em  Siderópolis, na SC-445, houve um deslizamento de terra sem registro de danos.

Na cidade de Forquilhinha, o Rio Sangão voltou a subir, o que gera insegurança às famílias residentes na localidade. Segundo a Defesa Civil, 26 pessoas estão desabrigadas e 20 desalojadas.

Em Içara há registros de alagamentos e deslizamentos de terra. De acordo com a  Defesa Civil Regional, as comunidades de Sanga Curta, Ponta do Mato, Linha Pasqualine, Esplanada, Raichaski e Campo Mãe Luzia, em Içara, foram atingidas pelos transtornos.

Na Linha Pasqualine, uma via está interditada. Na Rua Procópio Lima, no bairro Raichaski, um deslizamento provocou a queda parcial da estrada.

Nova Veneza há registros de alagamentos no interior. Duas pontes estão submersas e, por isso, a mobilidade está interrompida. Entre as comunidades atingidas, estão: São Francisco, São Bonifácio, Rio Cedro Médio e Sanga Curta.

A Rodovia Libero Uggioni não permite mais a passagem de carros leves, enquanto que a Rodovia SC-443, em São Bonifácio, por conta das obras de drenagem da pavimentação, há uma lâmina de 20 centímetros de água sobre a pista.

No município de Tubarão, não há registros de alagamentos e deslizamentos, no entanto, o rio segue em elevação. Há erosão na área ribeirinha e instabilidades nesses locais que, segundo a Defesa Civil, podem provocar deslizamentos.

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-