22 outubro 2021 - 3:37

Centro Educacional Meta cria espaço para atendimento Psicopedagógico

Optamos por desenvolver este espaço porque observamos a necessidade de apoio que alguns pais e alunos necessitavam, comenta a Diretora.

O ano de 2021 no Centro Educacional Meta será marcado pelo projeto de implantação de um espaço para atendimento Psicopedagógico.

Acompanhamento Psicopedagógico vem se tornando de suma importância nas escolas, visto que são muitos os problemas de aprendizagem que vem atrapalhando o processo educacional. Pensando nisso e em oferecer ainda mais qualidade no aprendizado de seus alunos. A diretora Marlene Turazzi Moreira comenta que para tornar o projeto uma realizada a unidade escolar conta agora com um profissional qualificado.

“Optamos por desenvolver este espaço porque observamos a necessidade de apoio que alguns pais e alunos necessitavam. Isso ainda no ano passado. Então passamos a adquiri os materiais, e buscar os profissionais para poder prestar o atendimento não só para alunos da escola. Mas também para também de fora. Devido a pandemia trabalhamos com horário agendado porque precisamos higienizar a sala a cada atendimento. Mas é importante frisar que estaremos atendendo ao público em geral”.

A diretora comenta que existe uma demanda muito grande de pessoas que necessitam deste tipo de atendimento, que vai além do trabalho desenvolvido pela APAE, que é excelente. Mas as vezes são necessários outros tipos de procedimentos que agregam no pedagógico.

“A Ana chegou com uma bagagem que eu vinha buscando a algum tempo. E para montar uma sala para dar assistência aos alunos com dificuldades. Não somente para os nossos, mas para os de fora também. Ela chega com todos os quesitos que precisávamos, isso só veio a agregar dando a entidade ainda mais segurança ao trabalhar com os alunos que tem esse diferencial e necessitam de um pouco mais de atenção. Atuarão no projeto junto ao Centro Educacional Meta a Ana Maria que fara a investigação clínica e a Morgana Isidoro”, que atuara na área de coordenação motora” frisa a diretora.

Ela ainda comenta que outros profissionais deverão ser adicionados ao projeto, como pôr exemplo fonoaudiólogo.

A Coordenadora do Ensino Básico e Fundamental I, Ana Maria Auta da Silva Cardoso, que é Psicopedagoga especializada em Neuroaprendizagem e Praticas Pedagógicas especialista em Neurociência e Educação  ressalta.

“Esse novo espaço será destinado aos alunos e ele é composto de uma série de materiais desenvolvido para auxiliar os alunos tanto na área psicomotora quanto no aprendizado”.

Nesta área é importante olhar nas entrelinhas, porque quando trabalhamos com uma criança com uma dificuldade, um transtorno. Muitas vezes ela não consegue demostrar o que está sentindo. Às vezes é aquela criança que fica retraída na sala, que fica mais quieta, ou aquela que dá muito trabalho. Ela não consegue se expressar.

“O profissional capacitado nesta área que estuda a neurociência, busca a neurociência como área de conhecimento. Não como uma metodologia, mas na pratica em sala de aula, mas no entender como o cérebro funciona. Você é capaz de captar a mensagem que a criança não está conseguindo expressar”.

Para buscar superar o problema o profissional busca dinâmicas para desenvolver a criança no ambiente escolar”. Explica.

“Na unidade escolar o professor vai trabalhar em parceria com a gente.  Ele é que irá indicar se o aluno necessita ou não desse olhar mais atencioso. Aqui dentro do Meta nós estaremos capacitando os professores, trazendo até eles o conhecimento da neurociência, até porque ela é uma ciência nova, e não uma linha pedagógica, não é uma metodologia. Mas ela vem para agregar a pratica do professor em sala de aula. Portanto podemos dizer que este espaço também terá a função de orientar para estar melhor lidando com estas crianças que apresentam dificuldades e transtornos”.

Ela ainda comenta que já realizava um trabalho similar com crianças com dificuldade em aprendizagem. Sempre mantinha a vontade de montar um espaço para isso. E aqui no Centro Educacional Meta será possível. “Como fui convidada para ser a coordenadora pedagógica, soube que a Diretora Marlene também tinha esse desejo de acolher e atender estas crianças com transtorno e um pouco mais de dificuldade. Para isso montamos uma sala, onde estaremos recebendo essas crianças para oferecer esse atendimento”.

Vale ressaltar que a profissional Ana Maria estará realizando também atendimento ao público em geral.

Ao se deparar com uma criança ou adolescente com dificuldades de aprendizagem, pais e professores encontram pela frente inúmeros desafios para compreender, ensinar e integrar este indivíduo. É papel do Psicopedagogo orientar os pais para o melhor caminho a seguir.

O trabalho do psicopedagogo na escola é:

Trabalhar na prevenção das dificuldades de aprendizagem;

Intervir na formação do professor, supervisor ou orientador pedagógico.

Realizar uma orientação educacional;

Propor a intervenção no currículo, no projeto político pedagógico, na metodologia de ensino do professor, nas formas de aprender do professor;

Contribuir para que haja uma boa comunicação entre escola e família;

Favorecer um clima de confiança e estabelecer um elo construtivo entre todos;

Auxiliar na aprendizagem do aluno;

Promover uma mediação que possibilite a realização eficaz da tarefa e muitas outras funções, que variam de acordo a necessidade e realidade de cada escola.

Por: Gerciana Ascari – Imprensa News Sul

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-