21 maio 2022 - 10:00

Assinado arrendamento do Terminal de Granéis Líquidos do Porto de Imbituba

O ato ocorreu em São Paulo, na B3 – Bolsa de Valores

O Ministério da Infraestrutura, a Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários e a SCPAR Porto de Imbituba assinaram nesta quarta-feira (30) o contrato de arrendamento do Terminal de Granéis Líquidos (TGL) do Porto de Imbituba para a empresa Fertilizantes Santa Catarina (Fertisanta), vencedora do leilão realizado em novembro do ano passado. O ato ocorreu em São Paulo, na B3 – Bolsa de Valores. O novo contrato tem o prazo de 10 anos e prevê investimentos e aumento da movimentação no Porto.

O arrendamento viabiliza a injeção de cerca de R$ 25 milhões na modernização do terminal pela iniciativa privada, além da outorga, no valor de R$ 200 mil. O TGL é destinado, em especial, à movimentação e armazenagem de soda cáustica e já estava sob um arrendamento transitório desta mesma empresa, que detém também o arrendamento do Terminal de Fertilizantes e de Ração Animal (TERFER) do Porto de Imbituba.

“Além de atrair capital para a qualificação e ampliação das operações no Porto, o arrendamento traz mais eficiência à utilização da área portuária, otimizando nossa estrutura para atender o mercado, gerar mais negócios e promover o desenvolvimento da região, o que reverbera em mais emprego e renda”, avalia o diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Fábio Riera.

O TGL tem 7.455,00 m² e fica entre os Cais 1 e 3. As melhorias previstas no terminal incluem a recuperação de dois tanques inoperantes, dobrando a atual capacidade de armazenagem estática, que é de cerca de 5 mil m³, com um tanque em operação. O Terminal conta ainda com 806 metros de dutos de alimentação, que ligam o cais ao TGL, permitindo o transporte da carga diretamente do navio para o terminal. A área também possui equipamento para carregamento de veículos de transporte rodoviário.

Após a assinatura do contrato, a arrendatária estima cerca de 18 meses para passar a operar com os três tanques atuais. De acordo com o José Roberto Martins, sócio-diretor da Fertisanta, “após assinado o contrato e cumpridos trâmites legais, estimamos em 18 meses estar operando a full com o atual tanque e os outros dois que serão completamente refeitos. Com a atual estrutura, esperamos chegar a 60.000 t/ano e, a partir do terceiro ano de contrato, passar a operar 100.000 t/ano”.

Na esteira de novos arrendamentos, na próxima semana, também está prevista a assinatura do contrato de transição do Terminal de Granéis Minerais do Porto de Imbituba (Área A6-1), que deixou de ser uma área greenfield (sem infraestrutura), recebeu novos armazéns e tem movimentado minério de ferro.

Comunicação Social SCPAR Porto de Imbituba

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-