27 setembro 2020 - 9:41

Sitro de Orleans completa 50 anos de lutas e conquistas

Fundado em 1970, com 140 associados, foram muitos ao longo dos anos os que contribuíram para que chegássemos a 50 anos de atuação em prol do agricultor.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Orlean (SITRO), completa neste dia 10 de setembro, 50 anos de fundação.

De acordo com o presidente da entidade José Carrer Neto, o Sindicato teve início em 1970, com 140 associados e desde então vem escrevendo uma história de lutas e conquistas em prol do agricultor. Atualmente conta com mais de mil associados ativos. “No entanto prestamos atendimento na grande maioria dos agricultores do município. NO ano de 2019 passaram segundo o livro de registro 8.144 pessoas em busca de atendimento”,pontua

Criado com o intuito de dar assistência ao agricultor. Bem como representá-lo nas esferas superiores no sentido de garantir direitos aos trabalhadores rurais.

“Nós enquanto representante de classe precisamos estar atento a tudo. Para quando surgir uma crise em determinado setor buscarmos a melhor solução juntos as esferas no sentido de auxiliar o agricultor”, explica Carrer.

Ao longo dos 50 anos o Sitro foi expandindo os serviços oferecidos aos associados. “Atualmente nossos associados recebem auxílio para Cadastro Ambiental Rural (CAR), Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) e encaminhamento de projetos para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), entre outros. Contam ainda com parcerias que permitem aos associados em consultas de saúde e exames.

Ainda com relação à assistência prestada aos associados pelo Sindicato Rural, o presidente comenta que a entidade acompanha os sócios e os aconselha. “Para aqueles agricultores não sócios o Sitro também oferece serviços, no entanto é cobrado uma taxa.

“Nossa anuidade é menor do que a permitida. Isso é possível porque contamos com um patrimônio de cerca de 3 a 4 milhões distribuídos em sete salas comerciais. Destas, cinco estão alugadas e as demais são ocupadas com as instalações do Sitro. ” Frisa José Carrer Neto.

Na verdade, foram muitos os obstáculos ao longo da história do Sitro. Mas foram muitos os que contribuíram para que chegássemos a 50 anos de atuação.  Principalmente o trabalho das diretorias, dos membros dos Conselhos fiscal e suplementes, eles foram fundamentais. ”

Alguns pontos na trajetória da entidade:

A primeira assembleia aconteceu na sede João XXIII, oportunidade em que foi fundado o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Orleans.  Na oportunidade foi eleito Camilo Bussolo como presidente. O mesmo permaneceu a frente por mais de 45 anos, até 2015.

No ano de 1971, em 11 de dezembro foi ao ar o primeiro programa informativo de rádio do Sitro, transmitido pela Rádio Guarujá.

Em 1973 o sindicato participou de um congresso Estadual, posteriormente nacionais, onde já lutou pela aposentadoria da mulher trabalhadora rural.

Em 1974 o Sitro conseguiu a realização de convênios médicos e dentistas para atendimento dos associados.

No ano 1977 conseguiu adquirir uma ambulância.

No ano de 1982 através de uma permuta o sindicato conseguiu adquirir uma outra ambulância, sendo está de responsabilidade do Sindicato.

Em 1984, com trabalho árduo em busca de soluções para as famílias rurais foi firmado convênio com a CIDASC, a entidade conseguiu um trator de esteira para realizar trabalhos nas propriedades rurais.

Em 1988 foi encontrado uma solução referente ao aproveitamento dos dejetos de suínos. Com isso nasceu APROTEVI: Associação dos Produtores Terra Viva”.

Em 1991 as mulheres agricultoras passaram a ter direito a aposentadoria, pensão e auxilio maternidade, entre outros benefícios.

Em 2019 o presidente da SITRO (Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Orleans), Sr. José Carrer Neto, esteve na tribuna da Casa Legislativa para falar sobre Reforma da Previdência.

O objetivo principal era solicitar apoio dos vereadores a não aprovarem a proposta como ela está apresentada. “A Reforma da Previdência vai prejudicar todos os agricultores familiares e as mulheres serão as mais prejudicadas” afirmou ele na época.

Sitro: investimentos e inclusão social das famílias rurais é fundamental.

Por: Gerciana Ascari – Imprensa News Sul

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-