7 dezembro 2021 - 3:21

Museu ao Ar Livre, de Orleans, recebe a intervenção “Minimonumento”

O projeto está sendo realizado por meio do Prêmio Elisabete Anderle de Apoio à Cultura/Artes, executado com recursos do Governo do Estado de Santa Catarina,

O Museu ao Ar Livre Princesa Isabel (Malpi) recebera nesta sexta-feira (05/11), às 15h, uma intervenção, do artista plástico e caixeiro viajante Silfarlem Oliveira, de Santo Amaro de Cubatão, região da grande Florianópolis. Ele vem inaugurar e distribuir o “minimonumento” da Caldas dos Bororenos Água De Colonial.

Além da inauguração deve ocorrer uma ação de rua de distribuição em lugar público de grande circulação. Em cada um dos municípios onde a intervenção deve passar, será instalada, temporariamente, uma vitrine que abrigará a intervenção artística em forma de “frasco/minimonumento”. Em Orleans, a exposição permanece até o dia 12 de dezembro.

Conforme o comunicado distribuído a imprensa pela produção do artista, para a instalação da vitrine expositora estão sendo priorizadas lugares que ajudam a narram a história da colonização. “Esses acervos geralmente documentam a história a partir de uma ótica não indígena, o minimonumento tem como aspiração homenagear e sinalizar a presença dos povos indígenas (Guarani, Kaingang e Xokleng) em Santa Catarina”, diz trecho do comunicado.

A ação, quer “combater as narrativas de invisibilidade, descolonizar os museus e os monumentos e ativar a memória histórica a partir de um ponto de vista indígena”, afirma o comunicado, citando que fará isso por meio de suas ações e intervenções artísticas, a Companhia Descolonizadora.

Além de Orleans, o artista ainda passará nos próximos dias pelos municípios de Nova Veneza, no domingo dia 7, e em Criciúma, na segunda-feira, dia 8. Depois ele ainda se apresenta em Florianópolis. O mesmo trabalho já foi realizado nas cidades Santo Amaro da Imperatriz, Canelinha, Brusque, Itajaí, Ibirama, José Boiteux, Lages e Concórdia.

Município  Dia  Hora  Local 
Nova Veneza 07/11 15h Museu do Imigrante Cônego Miguel Giacca
Criciúma 08/11 16h Centro Cultural Jorge Zanatta

O projeto

O projeto está sendo realizado por meio do Prêmio Elisabete Anderle de Apoio à Cultura/Artes, executado com recursos do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura. O trabalho usa linguagens hibridas e contemporâneas, por meio de ações e intervenções baseadas na ideia de ficção concreta (contextual/histórica).

Ele mescla características de produto cosmético popular com proposição artística/estética. Quando exposto nos museus, exibido em uma vitrine, o “frasco/minimonumento” funciona como uma intervenção traçando um diálogo crítico no/com o espaço inserido. A performance fica por conta do caixeiro viajante com o ato de inauguração e distribuição dos frascos/minimonumentos”.

EQUIPE DO PROJETO

Artista proponente e representante/distribuidor/caixeiro viajante: Silfarlem Oliveira;
Voz: Araribóia;
Produção: Carolina Moraes;
Projeto Visual: Tina Merz;

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-