15 abril 2024 - 6:40
- Anúncio -

Morro da Fumaça entra em alerta após confirmação de segundo foco de dengue

As vigilâncias Epidemiológica e Sanitária de Morro da Fumaça estão em alerta devido a confirmação de mais um foco de mosquito Aedes aegypti, agente transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. A notificação ocorreu no final da tarde da última sexta-feira, 10, por meio da 20ª Gerência Regional de Saúde a partir de material encaminhado para análise.

Com base na informação, a localidade onde o foco foi identificado será alvo de uma força-tarefa que tem como intuito intensificar as ações de enfrentamento à Dengue. “De acordo com o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde, a partir do local onde as larvas foram identificadas, foi realizada a Delimitação de Foco (DF) e dentro de um raio de 300 metros de diâmetro foi intensificado o trabalho de orientação e fiscalização. Os profissionais estarão indo de casa em casa para verificar possíveis focos ou locais com água parada”, explica a coordenadora da Vigilância Sanitária, Patrícia da Rosa Satiro Zanette.

Este é o segundo foco confirmado para o mosquito da Dengue em Morro da Fumaça neste ano. A primeira confirmação ocorreu no mês de março, no bairro Maccari, e agora no distrito de Estação Cocal. “Além de massificar, ainda mais, as ações de conscientização e fiscalização estaremos orientando às agentes comunitárias de saúde e os profissionais das Unidades de Saúde para que nos ajudem nesse trabalho de monitoramento e principalmente para que pacientes que porventura venham a apresentar sintomas recebam o atendimento ideal”, explica a secretária de Saúde, Marijane Felippe.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Saiane Steinback alerta que a Dengue pode evoluir para quadros graves e orienta para que a população fique atenta aos sintomas e procure atendimento médico assim que constatar os primeiros sintomas. “A primeira manifestação da dengue é a febre alta, de início abrupto, que geralmente dura de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele. Também podem acontecer erupções e coceiras na pele, entretanto, a infecção pode ser assintomática”, destaca.

Atualmente a cidade tem 15 pontos estratégicos e 77 armadilhas instaladas. O monitoramento é realizado semanal e quinzenalmente, respectivamente. “Tudo indica que o foco identificado tenha sido importado, tendo em vista que a região onde identificamos as larvas é um ponto de alta circulação de veículos de carga”, esclarece a agente de Endemias, Rute Laurentino Martinez.

A força tarefa implementada, prevê a atuação conjunta das agente de endemias, juntamente com as agentes comunitárias de saúde, para vistoriar residências, orientar e averiguação dos locais, bem como terrenos baldios e estabelecimentos. Desde o mês de outubro a Vigilância Sanitária do município vem alertando para a prevenção e combate à Dengue através de ações de conscientização, fiscalização e monitoramento. No próximo sábado, 18, será realizado o ‘Dia D’ da Dengue na cidade. Durante a mobilização, as equipes estarão reforçando a estratégia de enfrentamento à doença na cidade.

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-