13 abril 2024 - 11:24
- Anúncio -

Subestação de energia elétrica de Grão-Pará trará progresso ao município

A conquista da subestação é fruto de um trabalho realizado em parceria com o governo do município, e é fundamental para o crescimento da região, pontua o presidente da Cergapa.

Em andamento desde meados de novembro de 2022, as obras da Subestação de Energia Elétrica de 138 KV, que está em construção na localidade de Rio Pequeno, em Grão-Pará, custará aos cofres públicos R$ 9.735.071,16 – e deve estar finalizada ainda neste ano de 2023.

A obra da Subestação Grão-Pará 138KV/ 1X20MVA, conta com repasse do governo do Estado e está sendo executadas pela Engevolts – Construção e Montagens Elétricas, vencedora do certame.

Para que a energia possa ser utilizada com a conclusão da subestação, será necessário construir uma Linha de Transmissão 138KV- Trecho 1, com extensão de 9.608 metros de novas redes. Um investimento aproximado de 17 milhões que será feito pela Cergapa, parte com recursos próprios, porém, segundo frisa o presidente Evaldo de Oliveira (Kio), “mas uma parte teremos que buscar financiamento”.

O presidente da Cergapa, Evaldo de Oliveira (Kio), frisa que a conquista da subestação é fruto de um trabalho realizado em parceria com os governos do Município e do Estado, e é fundamental para o crescimento da região, já que atualmente a Cergapa, com o atual sistema de distribuição, não tem condições de atender à demanda. Problema que será sanado com a conclusão das obras da subestação e construção da linha de transmissão. “Empresas que planejam ampliar e não podiam devido a energia poderão colocar seus projetos de ampliação em andamento. Novas empresas poderão se instalar no município, pois teremos condições de fornecer energia pelos próximos 50 anos, ressalta Evaldo de Oliveira (Kio).

Kio ressalta que a Cergapa não possui energia o suficiente para atender as necessidades do município no momento. O setor agropecuário, as agroindústrias e as empresas necessitam cada vez mais de energia. “há períodos em que o consumo aumenta, que precisamos alugar geradores para suprir a falta de energia. Logo os geradores não suprirão mais a demanda. Atualmente se uma empresa, por exemplo, um frigorifico, necessitar aumentar a produção, a Cergapa não tem como suprir tal demanda. No ato do lançamento das obras, o prefeito Hélio Alberton Junior ressaltou.” Esta é uma obra feita em convênio com o governo do estado de Santa Catarina, que vai trazer diversos benefícios aos empreendedores e residentes do município, provendo energia de qualidade e acessível para todos”.

Por: Gerciana Ascari – INS

 

 

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-