21 maio 2024 - 3:37
- Anúncio -

Homem é condenado a 19 anos de prisão por homicídio motivado por dívida de R$ 100

O crime aconteceu em agosto de 2022, no distrito de Guatá

O Tribunal do Júri da comarca de Lauro Müller, em sessão nesta terça-feira (4/4), condenou um homem por homicídio triplamente qualificado. O crime aconteceu em agosto de 2022, no distrito de Guatá, e teria sido motivado por uma discussão referente a uma dívida de R$ 100, contraída pela vítima, um homem de 43 anos, em um empréstimo feito com o acusado. A sessão, presidida pelo juiz Danilo Silva Bittar, titular da Vara Única da comarca, iniciou às 8h e encerrou os trabalhos pouco antes das 15h.

Segundo a denúncia, após uma discussão, o homem amarrou as mãos da vítima para trás e inseriu uma sacola plástica em sua boca, para que assim não conseguisse pedir ajuda. Na sequência, o réu desferiu diversos golpes contra o ofendido e, usando um fio de USB e um fio de barbante, asfixiou e estrangulou a vítima, causando-lhe a morte. Durante o julgamento, foram ouvidas cinco testemunhas e, durante os debates, a defesa sustentou que o acusado teria agido em legítima defesa.

O réu, um homem de 42 anos, foi condenado por homicídio triplamente qualificado, pelo motivo fútil, utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima e emprego de asfixia e meio cruel, e a ele foi imposta a pena privativa de liberdade de 19 anos, um mês e 18 dias de reclusão, em regime inicial fechado. O acusado respondeu ao processo recolhido no Presídio Regional de Criciúma e, por persistirem os motivos que ensejaram a prisão cautelar, em especial a necessidade de garantia da ordem pública, a ele foi negado o direito de aguardar em liberdade possível recurso contra a sentença. Da decisão cabe recurso. ​ O processo tramita em segredo de justiça. ​

Fonte: TJSC

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-