23 setembro 2020 - 7:37

Expectativa de obtenção do selo Sisbi

A região da AMREC (Associação dos Municípios da Região Carbonífera) vive a expectativa de obtenção do selo SISBI (Sistema Brasileiro de Inspeção Produtos de Origem Animal (SISBI-POA). Uma auditoria da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC), representando o Ministério de Agricultura, já foi realizada na região em novembro, e agora se faz as adequações documentais.

“O processo é burocrático e demorado. Outras regiões do Estado que já possuem o selo também levaram um tempo até conseguirem a obtenção do selo”, afirma a gerente de agricultura do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da AMREC (CIM-AMREC), Mariah de Freitas Marques.

O selo, segundo Mariah, o selo SISBI abrirá novos mercados para os produtores da região, principalmente os produtores da agricultura familiar. “O selo abrirá novas possibilidades. Novos mercados para agronegócios que poderão vender até para todo o Brasil”, explica.

Aproximadamente 30 agroindustrias aguardam a obtenção do selo SISBI, que já esteve mais distante. Antes da fundação do CIM-AMREC, fundado a menos de um ano, a AMREC vinha buscando por meio do Consórcio Intermunicipal de Atenção à Sanidade Agropecuária da Região Carbonífera de Santa Catarina (CIASAMREC), que ano passado foi incorporado ao CIM-AMREC.

Por: Antonio Rozeng/Amrec

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-