14 julho 2024 - 12:52

Cidasc realiza segunda fase de força-tarefa para adequação de granjas em São Ludgero e Braço do Norte

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) realizou a segunda fase da força-tarefa para adequação das granjas de postura comercial, conforme o Plano de Adequação Integral de Estabelecimentos Avícolas Comerciais às Normas de Biosseguridade, entre os dias 17 a 21 de junho. Esta ação visa garantir a conformidade dos estabelecimentos com as diretrizes de biosseguridade, fundamentais para a manutenção da saúde avícola e a prevenção de doenças.

As atividades foram coordenadas pelo médico-veterinário Guilherme Costa Silva, responsável pela área de Defesa Sanitária Animal do Departamento Regional da Cidasc de Tubarão, com o suporte do Departamento Estadual de Defesa Sanitária Animal (Dedsa), da Coordenação Estadual de Sanidade Avícola (Cesav). A força-tarefa contou ainda com a participação de médicos-veterinários dos Departamentos Regionais de Criciúma, São Joaquim, Lages e Caçador.

O Programa de Sanidade Avícola da Cidasc engloba diversas ações essenciais, incluindo: Sistemas de prevenção e detecção precoce de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP) e Doença de Newcastle (DNC); Prevenção e controle de enfermidades de interesse em avicultura e saúde pública; Resposta rápida a eventos sanitários de IAAP e DNC; Vigilância, certificação e monitoramento dos plantéis avícolas; Aumento da biosseguridade das instalações; Capacitação técnica e educação sanitária.

Henrique da Silva Correa, gestor do Departamento Regional da Cidasc de Tubarão, destacou a importância da região de São Ludgero no cenário avícola, reconhecendo-a como uma grande produtora de ovos e com um significativo número de estabelecimentos avícolas, o que exige uma atenção especial à sanidade do plantel.

“A região de São Ludgero é de extrema relevância para a avicultura catarinense, e a implementação rigorosa das normas de biosseguridade é crucial para assegurar a saúde e a produtividade das granjas, ” afirmou Correa. A Cidasc segue comprometida com a sanidade avícola e a segurança alimentar, trabalhando para garantir que todos os estabelecimentos avícolas comerciais estejam em conformidade com as melhores práticas de biosseguridade.

Colaboração: Hélio Medeiros Leandro, Departamento Regional da Cidasc de Tubarão.

Fonte: Alessandra Carvalho / Assessoria de Comunicação – Cidasc

- Anúncio -
-Anúncio-