27 setembro 2020 - 3:41

Caso Brenda: homem afirma ter assassinado a adolescente por vingança

Após três dias de investigação, a Polícia Civil de Araranguá concluiu as investigações do caso Brenda, a jovem de 14 anos brutalmente assassinada na última semana. O suspeito foi preso na tarde desta terça-feira, dia 17, em um posto de saúde de Torres (RS). Ele deu entrada no local após ingerir veneno de rato para tentar suicídio.

Jeferson Quadros Peres de 30 anos, que se intitulava namorado da mãe da adolescente. Ele foi preso em um posto de saúde em Torres, no Rio Grande do Sul, após tentar suicídio ingerindo veneno de rato.

Após a prisão, Jeferson levou os policias até o local onde teria escondido a faca utilizada no crime e o veículo que ele utilizou para abandonar o corpo. Os materiais foram apreendidos e serão periciados. A faca apresentava a falta de um rebite, o qual foi encontrado ao lado do corpo de Brenda. Já o celular da vítima não foi encontrado.

“Vingança”. Foi o que alegou o autor confesso do assassinato brutal da adolescente. O criminoso, que já teve um relacionamento com a mãe da vítima, disse aos policiais que não se conformava que a mulher teria outros relacionamentos e, por isso, assassinou cruelmente a filha.

Conforme o delegado Lucas Fernandes da Rosa, coordenador da Divisão de Investigação Criminal de Araranguá, aproveitando-se do fato de conhecer a vítima, o autor, usando o pretexto de conversar com Brenda sobre a mãe dela, chamou a menina, que recém saia da manicure, em Maracajá, para entrar no carro, um Corsa, de cor verde. Dali ele levou Brenda até Passo de Torres onde a agrediu e a esfaqueou.

Após ser preso, o suspeito confessou o crime e levou os policiais até o local onde teria escondido a faca utilizada para matar a jovem, e o veículo usado para abandonar o corpo (um Corsa de cor verde).

No local, os materiais foram apreendidos e serão periciados. A faca apresentava a falta de um rebite, que havia sido encontrado ao lado do corpo de Brenda. O homem alegou ter cometido o crime por vingança, após ter tido um relacionamento com a mãe da vítima. Ele disse não se conformar com o fato de a mulher ter outros relacionamentos, e por isso decidiu assassinar a filha.

O homem chegou a acompanhar a mãe de Brenda na ida à Delegacia de Polícia no último sábado para registrar o Boletim de Ocorrência (BO) do desaparecimento da adolescente. Além disso, ele também foi com a mãe de Brenda até o Instituto Médico Legal (IML) para fazer o reconhecimento do corpo, além de ter comparecido ao velório da menina.

O homem chegou à sede da DIC de Araranguá às 22h30 desta terça-feira, sob os gritos de “assassino”. A Polícia Civil pedirá a conversão de sua prisão temporária para preventiva à Justiça, e deve concluir o inquérito policial após formalizações.

Com informações do Engeplus e rádio Ararangua

Fotos:  Karin Mariana / Rádio Araranguá

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-