22 junho 2024 - 11:07
- Anúncio -

Variedade de preparos e acompanhamentos: o lugar garantido do arroz nas marmitas

Com a rotina acelerada, encontrar soluções que otimizem o tempo tem se tornado prioridade, principalmente para aqueles que precisam conciliar diversas tarefas, como trabalho, graduação e família. Nesse contexto, a prática de preparar marmitas para serem consumidas no decorrer da semana se destaca como uma estratégia prática e eficiente. E devido aos seus benefícios para a saúde, bem como a facilidade de preparo e combinação com diversos acompanhamentos, o arroz está entre os alimentos que possui lugar garantido nessas porções.

Protagonista versátil, o grão faz com que as receitas não fiquem na mesmice, dado que pode ser incorporado tanto em preparos doces quanto salgados. Além disso, os consumidores podem optar pela versão que mais lhe agrada, como a branca, integral ou parboilizada. Na Kiarroz – marca mais antiga e tradicional da Fumacense Alimentos – a indústria toma o cuidado para que o cereal chegue à mesa do consumidor com o máximo de nutrientes possível.

O primeiro passo, conforme explica o diretor de Operações da Fumacense Alimentos, Jean Alexander Marquardt, é a seleção dos grãos assim que chegam no parque fabril. “Ademais, antes de ser beneficiado e empacotado o arroz passa por uma rigorosa classificação. Não menos importante, dispomos de maquinários modernos para o beneficiamento do grão, agregando ao produto final”, afirma.

Planejamento

A preferência por marmitas semanais não é apenas uma tendência, mas uma maneira de economizar tempo e, também, planejar uma alimentação balanceada e saborosa. “Afinal de contas, com os preparos antecipados, as pessoas conseguem não sair tanto da rotina. Sabemos que, com a correria, muitas vezes, optamos por comidas prontas. Nesse cenário, as marmitas acabam se tornando aliadas de quem deseja seguir a dieta com mais rigor, por exemplo”, argumenta Marquardt.

De sabor neutro, o arroz traz a flexibilidade necessária para que o indivíduo possa combinar da maneira que mais lhe agrada, sem enjoar. Além disso, ao ser armazenado e posteriormente reaquecido no micro-ondas, ainda mantém sua textura e sabor, proporcionando uma experiência gastronômica, mesmo nos dias mais agitados.

Ele não é o grande vilão

Quando consumido de maneira adequada e com os componentes corretos, o cereal – que é querido por muitos brasileiros – não se torna o grande vilão, inclusive para aqueles que buscam emagrecimento. Tal fator acontece em decorrência do pico de insulina, que varia conforme o tipo do cereal escolhido e, também, os acompanhamentos que compõem o prato.

Desta forma, optar pela combinação com outros alimentos é o caminho ideal, como uma porção de feijão, proteína e saladas. A partir dessa junção, os indivíduos consomem as três fontes de alimentos: energética, construtora e reguladora.

Além disso, quando comparados a porções iguais de outros carboidratos industrializados, como o macarrão, o grão também apresenta uma quantidade de calorias menor. Em torno de 100g de arroz branco, por exemplo, chega a apresentar 20kcal a menos, conforme simulação realizada na plataforma Vivat.

Sobre Kiarroz

Presente de Norte a Sul do Brasil e comercializada em milhares de pontos de venda em todo o país, a marca Kiarroz é a pioneira e mais antiga da Fumacense Alimentos. Nas últimas cinco décadas, grande parte da trajetória de sucesso da cerealista catarinense é creditada à marca, que possui renome nacional e já foi reconhecida com inúmeras premiações.

Entre seus produtos, a marca oferece arrozes na linha tradicional, com as versões polido, parboilizado integral e parboilizada polido, bem como uma linha Premium, com um arroz branco ainda mais selecionado, e uma linha Extra Premium, com os tipos Arbório e Pérola.

A Kiarroz é uma das marcas da Fumacense Alimentos e, juntamente com a JS Empreendimentos, o Criciúma Shopping, a Mark At Place e a Cervejaria Santa Catarina, faz parte do Grupo EZOS, um grupo econômico lançado em 2020 com um sistema de gestão inovador, por conta da criação do primeiro Centro de Serviços Compartilhados do Sul catarinense.

Texto: Catarina Bortolotto – Expressio

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<