27 maio 2024 - 6:20

Uso de inoculantes aumenta em até 20% a produtividade do milho

Especialista explica como tratar adequadamente a semente do milho com a combinação de produtos biológicos

Chegou a hora da safrinha! Atualmente, no Brasil, 77% do milho cultivado é plantado na segunda safra ou safrinha.E dados levantados pela da Tradecorp do Brasil mostram que, com o uso de inoculantes, é possível obter um incremento na produtividade do milho de até 20%.

Fernando Bonafé, coordenador técnico da Tradecorp, explica que no Brasil o plantio do milho safrinha ocorre entre os meses de janeiro a março. “Os produtores realizam o processo normalmente em sucessão a colheita da soja. Neste ano em especial, o plantio está atrasado em algumas regiões onde o excesso de chuvas prejudicou o processo de colheita”, diz.

De acordo com o coordenador, a elevação do potencial produtivo das culturas depende de alguns fatores bióticos e abióticos de produção, como o equilíbrio químico, físico e biológico do solo, o manejo fitossanitário e de nutrição, e o material genético utilizado. “Na escolha do melhor híbrido é importante levar em consideração a resistência a doenças e pragas, o ciclo de cultivo e a recomendação para a região, além do potencial produtivo”.

Em geral, as sementes de milho já são tratadas industrialmente com os fungicidas e inseticidas.

No manejo das sementes na fazenda ou na aplicação de produtos via sulco de plantio é preciso realizar os tratamentos com os fertilizantes a base de micronutrientes como Molibdênio e Zinco, bioestimulantes com extrato de algas e aminoácidos, e os Inoculantes com Azospirillum e Pseudomonas recomendados para cultura. “O tratamento de sementes possibilita um melhor arranque da cultura, com mais vigor, resistência e nutrição equilibrada, o que é muito importante principalmente na safrinha, quando podemos ter restrição de luz e água”.

Segundo Bonafé, estudos da Embrapa mostram a possibilidade de redução da adubação nitrogenada de cobertura em até 25% com a utilização da inoculação com Azospirillum mantendo a produtividade da lavoura. “Observamos estas melhoras com a utilização dos produtos específicos e”, afirma. “Nossa recomendação é utilizar os inoculantes e manter o manejo de nutrição padrão, com o objetivo de promover o crescimento e o aumento de produtividade”, completa.

A inoculação do milho com bactérias do gênero Azospirillum,potencializa o uso dos fertilizantes, uma vez que são consideradas bactérias associativas. “Com o estímulo ao crescimento do sistema radicular das plantas é possível obter um resultado no incremento do volume de raízesacessando maior área do solo e, com isso,melhor acesso a água e nutrientes. Isso ocorre porque essas bactérias atuam principalmente como promotoras do crescimento vegetal por meio da produção de fitormônios, que estimulam o crescimento e desenvolvimento vegetal”.

O especialista destaca ainda que o monitoramento das lavouras deve ser semanal, principalmente em relação a pragas e doenças. “Para isso é recomendada a realização da análise foliar e utilização do CheckFolha, aplicativo que realiza a análise, interpretação e recomendação de correção via adubação foliar”.

Para a cultura do milho a Tradecorp disponibiliza no seu portfólio, no tratamento de sementes e sulco de plantio, os fertilizantes e bioestimulantes Zinplex e GlutaminCoMo, os inoculantes Azzofix e Phos’UP e o protetor biológico Synflex.

Sobre a Tradecorp

A Tradecorp, uma empresa do Grupo Rovensa, é referência global no setor de bioestimulação e nutrição sustentável de cultivos, desenvolvendo e fabricando soluções inovadoras que são comercializadas em mais de 60 países. A Tradecorp oferece um amplo portfólio de fertilizantes, biofertilizantes, inoculantes, adjuvantes e reguladores de crescimento, especialmente desenvolvidos para atender as necessidades agronômicas locais dos mais diversos cultivos, trazendo produtividade com qualidade e segurança para o homem e o meio ambiente, ideal para a pujante agricultura brasileira.

Sediada em Hortolândia, interior do estado de São Paulo, a Tradecorp possui nas proximidades de sua matriz um moderno centro de distribuição logística, estrategicamente localizado às margens das melhores rodovias do estado de São Paulo, além de quatro postos avançados estrategicamente situados em Cuiabá (MT), Luiz Eduardo Magalhães (BA), Uberaba (MG) e Ibiporã (PR). Ainda em Hortolândia está o recém-inauguradoCentro Global de Pesquisa e Inovação em Biosoluçõescujo principal objetivo é desenvolver biosoluções inovadoras a partir de microrganismos como fungos e bactérias. Em Monte Mor está sua moderna fábrica que produz para o mercado nacional e internacional.

Dentro de um plano de responsabilidade socioambiental, a Tradecorp é associada e acionista do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), que visa dar destinação correta às embalagens de agroquímicos provenientes do campo. Em seu negócio no Brasil utiliza, em quase a totalidade de seu portfólio, embalagens da Campo Limpo, uma indústria do Sistema inpEV, que utiliza como matéria-prima de suas embalagenso material recolhido do campo devidamente reciclado, fechando o ciclo e trazendo mais sustentabilidade para a operação no Brasil.

Sobre Rovensa

O Grupo Rovensa é líder global em soluções sustentáveis para a agricultura, o que compreende soluções de bionutrição, biocontrole e proteção de cultivos para ajudar os agricultores a produzir alimentos seguros, saudáveis e nutritivos para todos. Para apoiar a missão de alimentar o planeta, os 2.000 funcionários, se empenham diariamente para liderar mudanças nos sistemas de produção de alimentos por meio de soluções para uma agricultura bem equilibrada, que preserva e melhora a saúde do solo e a produtividade com qualidade e segurança alimentar atendendo as necessidades do homem sem impactar o meio ambiente.

Com um portfólio de soluções agrícolas comercializadas em mais de 80 países, o Grupo Rovensa foca em soluções inovadoras e biológicaspara a saúde e o cuidado dos cultivos.

A Rovensa reconhece sua responsabilidade em usar seu conhecimento e experiência para impulsionar o progresso de uma agricultura mais sustentável contribuindo para a o combate a fome no mundo. O seu portfólio de empresas inclui um vencedor do European Business Awards for the Environment (EBAE) 2020-2021, atribuído pela Comissão Europeia.

Colaboração: Livia Haddad – MR Comunicação

- Anúncio -
-Anúncio-