1 março 2024 - 9:43

Urussanga: ex-vereador e ex-secretário de Agricultura é novamente indiciado por peculato

Através de investigação conduzida pela Polícia Civil, requisitada pelo Ministério Público Estadual, R. S., 57 anos, intermediou a entrega de areão para eleitor no dia 19 de fevereiro de 2019, mesmo ciente da ilicitude, eis que declarou para o beneficiado: “se alguém sabe eo to fazendo pra ti eo vou prarua so para ti vê como e”.

O beneficiário, R. B., de 34 anos, morador do Barro Preto, também foi indiciado, mas por falso testemunho, ao negar que tivesse recebido a carga.

A pena para o peculato é de 2 a 12 anos de reclusão e multa; já a pena de falso testemunho é de 2 anos e 4 meses a 5 anos e 4 meses e multa.

Os autos estão sendo encaminhados ao Poder Judiciário e Ministério Público.

Segundo Ulisses Gabriel, Delegado de Polícia Civil, o ex-vereador já foi indiciado em outros 4 inquéritos por peculato culposo, fraude processual, posse irregular de arma de fogo, peculato desvio, advocacia administrativa, extravio de documento público, coação no curso do processo e crime ambiental.

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-