24 julho 2021 - 8:48

Unibave: Pós busca trazer profissionais para a prática da Inspeção

Região Carbonífera está as vésperas de receber auditoria do Ministério de Agricultura e de conquistar o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI). Com o registro, as agroindústrias da região ganham permissão de comercializar os seus produtos de origem animal em todo território nacional.

A conquista envolve as prefeituras da região, que por meio do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da AMREC (CIM-AMREC), realizassem toda a adequação. Ela envolveu uma padronização das leis dos municípios e uma capacitação que agora precisa ser constante dos agentes envolvidos no processo. Nesse movimento o Centro Universitário Barriga Verde (Unibave) em parceria com o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), a Sociedade Catarinense de Medicina Veterinária (SOMEVESC), Epagri, Cidasc e as prefeituras da região estão ofertando a pós-graduação Higiene, Inspeção e Tecnologia de Produtos de Origem Animal.

Conforme o professor e médico veterinário André Freccia, o curso, que tem duração de 18 meses, será focado na região e na prática da inspeção. “O curso é focado na realidade do mercado e em atividades práticas”, informa o professor. Além disso, técnicos do Ministério da Agricultura e da Cidasc devem participar das aulas.

Objetivo

O objetivo é capacitar e melhorar a qualidade de inspeção, oferecendo ao médico veterinário procedimentos higiênico-sanitários nos estabelecimentos produtores de alimentos e orientação aos seus manipuladores. Assim como na produção industrial de leite e derivados, ovos, mel e pescados, na forma prática da Inspeção. Familiarizar-se com as legislações e normas e também com os padrões utilizados para a qualificação sanitária dos alimentos.

Para o veterinário da Epagri, Marcelo Pedroso, que também é tesoureiro do Núcleo Regional de Criciúma do SOMEVESC, o curso é de fundamental importância. “Ele capacitará os Médicos Veterinários em ferramentas imprescindíveis para possibilitar a adesão dos municípios ao SISBI, as quais são pré-requisitos exigidos pelo MAPA”, afirmou.

Fonte: Unibave

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-