31 julho 2021 - 5:36

Testemunha de assassinato em Cocal do Sul é ouvida

As investigações sobre o assassinato de Juarez Ramos, na época com 74 anos, foram reiniciadas pela Polícia Civil. Uma importante testemunha foi ouvida ontem, quarta-feira, dia 9, e pode contribuir para a conclusão da autoria do crime, que aconteceu em julho de 2016 na Linha Braço Cocal.

Segundo a perícia, a vítima faleceu em razão de hemotórax, decorrente de traumatismo de vasos sanguíneos pulmonares, secundário a perfuração por projétil de arma de fogo, conforme o laudo de exame cadavérico. Foram 3 disparos contra a vítima.

De acordo com a Polícia Civil, na época foi instaurado um inquérito policial para apurar os fatos, sendo ouvidas diversas testemunhas. No último dia 27 de maio, diante de novas evidências, a investigação reiniciou quase 5 anos depois e pode estar se encaminhando para a conclusão com a descoberta da autoria do crime.

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-