28 fevereiro 2024 - 9:08

Programa Mulheres Cooperativistas da Auriverde forma 143 mulheres

O Programa Mulheres Cooperativistas é voltado à formação de mulheres cooperadas ou familiar e colaboradoras da Cooperativa Auriverde e tem como intuito estimular desenvolvimento de competências através do repasse de conhecimento e o desenvolvimento de novas habilidades e atitudes, gerando qualificação para que as mulheres atuem como lideranças na gestão da cooperativa, na condução da família e na propriedade, bem como atuar na comunidade.

Este programa é realizado pela Coordenação de Programas Sociais da Auriverde com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo, SESCOOP/SC que é composto por 8 módulos de 8 horas cada, totalizando 64 horas de formação, com os seguintes temas e assuntos:

Conteúdo Programático

Sensibilização.

Educação Cooperativista.

Desenvolvimento Interpessoal e Relacionamento Familiar.

Liderança Feminina Cooperativista.

Empreendedorismo Cooperativo.

Oratória e Comunicação.

Educação Financeira.

Organização do Quadro Social (OQS).

Esta formação é especial por seu conteúdo e metodologia, mas torna-se ainda melhor pela atuação brilhante dos instrutores que demonstraram profissionalismo, empatia e capacidade de repassar conhecimento, gratidão a: Ainor Lotério, João Batista Schneiders, Giannie Gimelli Wiltgen, Carolini Berlanda, Neidi Cassol, Greici Rohr e Rafael Watte.

HISTÓRICO

Desde 2015 foram formadas 04 turmas, sendo uma delas na região sul do estado, totalizando 143 mulheres formadas e a partir das formações foi criado o Núcleo Feminino da Auriverde que conta com 106 nucleadas, onde é proporcionado qualificação e aperfeiçoamento pessoal e ações sociais.

Em novembro de 2021 houve a confirmação do SESCOOP/SC para a realização da quarta turma do Programa de Mulheres Cooperativistas da Auriverde. A partir daí, surgiu o desafio da mobilização na qual foram convidadas 40 mulheres, esposas de conselheiros, esposas de líderes, sócias, esposas e filhas de sócios, e funcionárias. Depois de muito esforço por parte da coordenação dos Programas Sociais, formou-se o grupo com 36 participantes, vindas dos municípios de Cunha Porã, Maravilha, Iraceminha, Cunhataí, São Carlos, Tigrinhos, Flor do Sertão e Santa Terezinha do Progresso.

O grupo formado tornou-se forte, comprometido e evoluiu na sequência dos encontros mensais, com a realização das atividades propostas, na aproximação com a cooperativa, nas relações de amizade entre as participantes, na promoção do autoconhecimento e no aumento constante da autoconfiança e autoestima.

O crescimento desta participação, além de valorizar o cooperativismo, proporciona uma condição de sua inserção nos negócios como um todo, dentro da comunidade, investindo em estratégias e iniciativas que visem reconhecer, valorizar e incentivar cada vez mais a presença feminina no sistema cooperativista.

Para a Coordenadora Greicy Ritter: “As mulheres cooperativistas conhecem a importância da união, da ajuda mútua, da igualdade e da solidariedade. Elas encontram o próprio caminho à luz da cooperação e assim iluminadas, também lançam luz para outras que ainda virão. Essa certeza de continuidade traz um significado ainda maior à atuação da Mulher Cooperativista. Ela sabe que um mundo melhor é possível e que o cooperativismo pode contribuir muito para isso, e se vê trabalhando nesta construção… ontem, hoje e sempre”.

A FORMATURA

Finalmente, no dia 20 de outubro de 2022 foi realizada a cerimônia de entrega dos certificados que ficará marcada nos corações e nas mentes das participantes do Programa Mulheres Cooperativistas. O cerimonial foi repleto de emoção e organizado para valorizar e reconhecer a importância do programa para a Cooperativa Auriverde e contou com importante palestra do professor Renato Oliveira abordando o tema: Informação, Formação e Transformação.

Para celebrar a conquista deste grande objetivo, e que só foi possível ser alcançado através do apoio dos familiares que depositaram confiança e não mediram esforços para que estas mulheres conseguissem chegar até o final desta caminhada, que foi marcada por muito aprendizado autovalorização, mudanças de atitudes e de novos propósitos cooperativistas.

 

Formandas:

ALINE MARTENS PORFIRIO

ALINE REICHERT HEINEN

ANISIA  BLUME DONHAUSER

CARMINA BECCHI MULLER

CLARICE BAUERMANN

CLEONICE MACHRY TERNUS

DAINÁ SCHMITZ SCHLEICHER

DANIELA KNAK MURARI

DELCI J. WERMUTH BERNARDI

DELISE I. MAYER NEUMANN

DERENICE DE LARA ONGARATTO

DOLIANI SACHETT

DULCE HAMMES

INEZILDA WACHHOLZ BOTTIN

IVONI ZANELLA ZORZETTO

JANAINE PAULA BUOLO

JAQUELINE INÊS NUNES

JÉSSICA V.D.S WERLANG

JOICE BALDISSERA LUZZI

JUCERLEI PIEGEL KAPPAUN

JUSSARA GUGIEL

LEILA K. KERKHOFF HEINEN

LIANE S.S. HONAISER

MAGRID KOCH

MARIVETE SIGNOR BATISTI

MILEIDE GRAFF GAEDICKE

NAIR  SCHAFER PROCNHAU

NEIVA A. REMPEL GRIEBELER

NOELI KRUMMENAUER

RUBIA T. HERMANN

SOLANGE E. B. GRAEBIN

VANESSA I. RAMM KRUMMENAUER

VERA L. DA SILVA HEISCH

VERONICA T. ENGEL FENER

ZANETE B. DA SILVA NIEDERLE

ZENAIDE HINTERHOLZ GIESEL

O vice-presidente da Auriverde Daniel Ferrari, que representou a direção da Auriverde na solenidade, comentou: “Gostaria de parabenizar as mulheres pelo seu empenho e sua dedicação na  busca do aprendizado sobre cooperativismo. Com esse conhecimento, essa formação, tenho a certeza que elas irão construir mais felicidades em seus lares e também reforço a nossa gratidão pela prática do cooperativismo. Onde existe o cooperativismo existe mais felicidade, mais união e as pessoas vivem melhor. Gratidão.”
ASCOM Auriverde

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-