26 setembro 2021 - 9:52

“Produção Orgânica de Pitaia” é foco de curso em Araranguá

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC) promoveu em parceria com a Epagri e o Sindicato Rural de Araranguá o curso Produção Orgânica de Pitaia. O evento, realizado nesta semana no CETRAR em Araranguá, contou com a participação de 30 produtores rurais que integram o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG/fruticultura) de Turvo e Timbé do Sul.

Os técnicos e engenheiros agrônomos Lucinéia Vanzzetto e Juliano Zaccaron foram responsáveis pela mobilização dos produtores. O objetivo foi proporcionar o aperfeiçoamento de conhecimento sobre a cultura orgânica da pitaia de acordo com os procedimentos recomendados.

Segundo a supervisora regional do SENAR/SC, Sueli Silveira Rosa, foram destacados temas que envolvem todas as fases do sistema de produção da pitaia. Alguns dos assuntos estiveram relacionados às práticas de manejo conservacionista do solo; ao controle biológico e manejo de pragas e doenças; irrigação na cultura da pitaia; adubação orgânica, fontes e formas de adubação; micro-organismos eficientes e biofertilizantes e visita ao pomar orgânico de pitaia.

Atuaram como palestrantes os engenheiros agrônomos Ricardo Martins (Epagri – EM Maracajá), Diego Adílio da Silva (Epagri Gerência Regional de Criciúma), Marcelo Mendes de Haro (Epagri) e Filipe Rodrigues Kinalski (Epagri – escritório Municipal de Timbé do Sul).

ATEG

A Assistência Técnica e Gerencial do SENAR/SC visa oferecer ao produtor rural de vários segmentos um modelo de adequação tecnológica associada à consultoria gerencial. O objetivo é promover a gestão da atividade de forma eficiente e, com isso, possibilitar mudanças efetivas no ambiente das empresas rurais.

De acordo com a coordenadora estadual da ATeG, Paula Araújo Dias Coimbra Nunes, o programa é sucesso não somente na fruticultura como nas demais áreas que atende justamente porque sua metodologia oferece suporte e direcionamento técnico aos produtores na gestão das propriedades. “As ações envolvem todos os processos da cadeia produtiva e possibilitam aprofundar aspectos nas áreas econômica, social e ambiental, bem como na gestão do negócio”.

Segundo o superintendente do SENAR/SC, Gilmar Zanluchi, a ATeG com foco para a fruticultura está contribuindo para fortalecer o setor e a pitaia está entre as culturas em destaque. “A fruta trouxe aos produtores a oportunidade de diversificar suas atividades e aumentar a renda. Nosso objetivo com a AteG e outras ações para os produtores é contribuir para que essa e outras culturas conquistem cada vez mais espaço no mercado”.

O presidente do Sistema FAESC/SENAR-SC, José Zeferino Pedrozo, ressalta que o Estado é o segundo maior produtor de pitaia e isso só é possível porque os produtores investem na atividade e porque há incentivos para que isso aconteça. “Com iniciativas como a assistência técnica e gerencial que oferecemos, aliadas às atividades de outras entidades e de órgãos como a Epagri, a tendência é elevar cada vez mais a qualidade e a produtividade desta cultura”.

Fonte: MB Comunicação

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-