13 abril 2024 - 3:34
- Anúncio -

Prefeitos pedem aumento de efetivo policial nos municípios da AMREC

Acompanhado do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, o presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) e prefeito de Forquilhinha, José Cláudio Gonçalves, o Neguinho, fez a entrega de um ofício ao Governador do Estado, Carlos Moisés, pedindo a reposição do efetivo policial na região. A entrega foi nesta segunda-feira (21/02), no Colégio Marista em Criciúma, antes da cerimônia de repasse de recursos do Plano 1000.

O ofício, aprovado na semana passada durante a reunião da AMREC, pede a reposição de policiais civis e militares nos municípios da AMREC. “Precisamos que o Governador se sensibilize com essa situação antes que a nossa região entre em colapso”, comentou o presidente da AMREC.

Os números

Conforme os números apresentados pelo delegado regional, Vitor Bianco Júnior, aos prefeitos, hoje a região de Criciúma conta com 153 policiais civis; enquanto a região de Araranguá tem 102. A regional de Tubarão está com 143 e a de Laguna, 94.

Num comparativo populacional, só a cidade de Criciúma, tendo a cidade de Araranguá como base, deveria ter 180 policiais. Na comparação com Tubarão seria 139, e na comparação com Laguna, 203 policiais civis.

Presença

Vários prefeitos prestigiaram a cerimônia, assim como lideranças da comunidade. Presentes o presidente da Federação Catarinense de Municípios (FECAM) e prefeito de Orleans, Jorge Koch; o prefeito de Morro da Fumaça, Noi Coral; o prefeito de Nova Veneza, Rogério Frigo; o prefeito de Urussanga, Jair Nandi; o prefeito de Siderópolis, Franqui Salvaro; o prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Faveri, a prefeita da Lauro Muller, Saionara Bora; a prefeita de Içara, Dalvania Cardoso, os vices-prefeitos de Criciúma, Ricardo Fabris; de Cocal do Sul, Erik Zeferino; de Treviso, Valentim Cimolim; e o diretor da AMREC, Nelson da Silva.

Fonte: Ascom/Amrec

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-