13 junho 2024 - 9:25
- Anúncio -

Polícia Civil intensifica combate aos crimes contra o agronegócio

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio do Centro de Apoio Operacional de Combate aos Crimes Contra o Agronegócio (Caoagro), apresentou nesta terça-feira, 7, os números relativos aos crimes contra o agronegócio em 2024. Neste ano, o Centro já recebeu 327 boletins de ocorrência, envolvendo 140 municípios pertencentes a todas as 31 Delegacias Regionais de Polícia.

No comparativo com 2023, verificou-se o aumento de 3,5% no número de ocorrências recebidas, resultado direto da ampliação e disseminação dos canais de denúncias da Polícia Civil, como a Deleagro Virtual e o Disque Denúncia Agro.

O crime de furto de bovinos (abigeato) representou 28,4% de todos os boletins comunicados em 2024. Ao total, foram furtados 273 bovinos, caracterizando um aumento de 13,7% no registro de abigeatos em comparação com o primeiro quadrimestre de 2023. As Delegacias Regionais de Polícia (DRP) que mais registraram ocorrências contra o agronegócio em 2024 foram Chapecó com 11,9%, Lages com 11,3% e São Miguel do Oeste com 8,9%.

O coordenador do Caoagro, delegado de Polícia Fernando Callfass, destacou que os pontos focais do Centro de Apoio, criado em abril de 2023, estão sendo muito importantes para aprimorar a repressão qualificada em todas as regiões do estado.

Além de mapear as ocorrências contra o agro e fornecer suporte às unidades nas investigações, o Caoagro realizou operações voltadas à preservação do status sanitário catarinense. Nesse período, a Polícia Civil flagrou crimes ambientais e contra as relações de consumo; interditou abatedouros clandestinos; identificou a falsificação de selos de inspeção; recuperou animais e maquinários subtraídos; vistoriou propriedades rurais; apreendeu agrotóxicos ilegais; efetuou o manejo de javalis; garantiu a segurança dos profissionais sanitários, além da participação em diversas feiras agropecuárias e palestras para difusão de informações.

O delegado Fernando Callfass assinalou que os trabalhos desenvolvidos estão comprovando que a Polícia Civil está no caminho certo. “Com os números e as estatísticas sempre atualizadas está sendo possível trazer estratégias mais assertivas no combate aos crimes contra o agronegócio em Santa Catarina”, disse.

Fonte: Assessoria de imprensa da Polícia Civil de Santa Catarina

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<