22 junho 2024 - 11:15

Plano ABC+ SC completa um ano de implantação e alcança 14% da meta prevista até 2030

Em um ano de implantação, o Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono ABC+SC, implementou tecnologias previstas no Plano em mais de 106 mil hectares, cerca de 14% da meta prevista até 2030, foi cumprida. O Plano foi instituído pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (SAR), em parceria com organizações do setor e outros órgãos do Governo, por meio da portaria SAR n.º 14/2023, de 31/01/2023. O Plano ABC+ catarinense foi um dos primeiros a ser lançado no país.

O projeto pretende gerar um significativo potencial de mitigação de emissões de carbono, assim como prevê a difusão de tecnologias pela agropecuária catarinense, com a capacitação de 70 mil produtores.

Um exemplo deste trabalho são os investimentos em manejo e recuperação de pastagens, implantação de pastagens perenes, a conservação do solo e da água, o manejo dos resíduos da produção animal, as florestas plantadas e os sistemas integrados.

O produtor ainda ganha com o aumento de produtividade das áreas e a melhoria da renda. Há também a possibilidade de valorizar o produtor que está se adaptando, através da eventual comercialização de créditos de carbono, em estudo.

O Plano ABC+ SC busca tornar a agricultura catarinense mais sustentável, competitiva e adaptada às mudanças climáticas, consolidando o estado como referência em agropecuária de baixo carbono. As tecnologias ABC selecionadas têm o objetivo de responder aos compromissos de redução de emissão de carbono.

“O nosso propósito é tornar Santa Catarina uma potência agroambiental, tendo bases sustentáveis para a produção de alimentos e de manejo florestal. Já temos um grande diferencial sanitário dos produtos catarinenses, agora temos um novo diferencial: a sustentabilidade”, afirma o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Valdir Colatto.

O presidente da Epagri, Dirceu Leite, destaca que os sistemas de produção ABC estão se consolidando e se difundindo no Estado, “Santa Catarina é pioneira no desenvolvimento de tecnologias como o Sistema Plantio Direto de Hortaliças, os quais se somam aos mais de 20 mil hectares orientados ao plantio direto de grãos e de hortaliças”, enfatiza.

O membro da coordenação do Grupo Gestor Estadual do ABC+ SC, Humberto Bicca Neto, destaca o emprego de tecnologias, “a recuperação de matas nativas e o reflorestamento chegam a mais de 50 mil hectares orientados e implantados desde o início do Plano ABC+ SC, isso significa que os produtores orientados estão promovendo a mitigação e a preservação aliadas à melhoria da propriedade”, enfatiza.

Assessoria de Comunicação- Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária

- Anúncio -
-Anúncio-