21 maio 2022 - 10:38

Peruano vence AGS Open de Surf em Balneário Gaivota

O peruano Manuel Roncalla, radicado em Passo de Torres, município catarinense que faz divisa com o Rio Grande do Sul, surpreendeu na bateria final da categoria open do 41º AGS Open de Surf, que terminou no domingo (23/01) na Praia Central de Balneário Gaivota, no extremo sul catarinense e distante 30 km da casa do campeão.

Apresentado pela Gaivota Imóveis, o evento foi homologado pela FECASURF (Federação Catarinense de Surf) e contou com boas ondas nos dois dias de sol e praia.

Na final, com as ondas levemente mexidas pela entrada do vento, Roncalla confirmou a vitória ao executar três fortes manobras de backside (costas para a onda), que rendeu a maior nota do evento, 9.40, e o título de um dos mais tradicionais eventos de Santa Catarina. Na edição anterior, em 2020, Roncalla, foi o 3º colocado.  Pelo título, levou um cheque de R$ 1,5 mil para casa.

O vice-campeão foi Kaique Oliveira, local de Navegantes, norte do estado que, mesmo se destacando com surf progressivo, foi surpreendido pelo ataque vertical do campeão. Em terceiro lugar, com interferência cometida, ficou o surfista local Vanderlei Costa. Guilherme Oliveira, de Balneário Arroio do Silva, ficou em 4º lugar.

Costa, que vinha de vitória (master) na semana anterior no Morro dos Conventos Open, na praia homônima do município vizinho, Araranguá, fez mais uma final no evento, a categoria local, onde foi o campeão. O segundo colocado foi Ruan Guimarães.

Foto: Divulgação

Na master, o local de Balneário Arroio do Silva Rafael França jogou muita água com potentes rasgadas de frontside para sagrar-se campeão, com Alexander “Biga” Garcia como vice-campeão. Competidor campeão nos anos 90, o gaivotense Biga mostrou aos 47 anos que ainda está no rip – fez outra final, a local, ficando em 3º lugar.

Na categoria júnior, o local Bruno Antônio Gonzaga foi o campeão novamente, já que na semana anterior venceu a mesma categoria no Morro dos Conventos.  A partir deste evento, o surfista, que passou a competir como “Bruno Gonzaga” apenas, fez a segunda melhor onda do evento, um 9.33, com três fortes batidas de backside no sábado, com o mar mais alinhado.

Outro local, Pedro Galvan, também se destacou ao chegar em três finais, com vitória na categoria mirim. Na inicantes, Pedro Sommer venceu Clarinha Figueiró, que também fez a final entre as meninas, vencida por Eduarda Lemos.

Outro destaque no domingo foi a homenagem que a AGS fez à Renato Garcia Côrrea, falecido em dezembro, um dos fundadores da primeira escolinha de surf da cidade (1999/2000), onde, após cerimônia na areia, suas cinzas foram jogadas no mar. Colaboração: Ricardo Macuco – RMC Comunicação

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-