22 abril 2024 - 5:57
- Anúncio -

Orleans confirma caso de raiva em animal doméstico

A Secretaria de Saúde de Orleans, esteve reunida na manhã desta sexta-feira, dia 3,com representantes da DIVE, CIDASC e UNIBAVE, na sede da Vigilância Epidemiológica do município. O encontro foi necessário devido a cidade ter registrado o primeiro caso de raiva em animal doméstico. Juntos os profissionais traçaram um plano de ação de contingência, orientação e prevenção.

“Nesse primeiro momento tomaremos medidas para conter e prevenir novos possíveis casos de raiva em animais domésticos como cães e gatos, e por isso, montaremos uma equipe tática que percorrerá de casa em casa tomando as ações necessárias, visando assim o bem-estar e a saúde da população”, disse o secretário de Saúde, Murilo Debiasi.

Já na próxima semana, uma ação de bloqueio será realizada na cidade, iniciando pelo bairro Coloninha onde as equipes formadas por Médicos veterinários, agentes Comunitárias de Saúde, agentes da Vigilância Epidemiológica, agentes da DIVE e CIDASC em conjunto com professores e alunos do curso de Medicina Veterinária do UNIBAVE, realizarão visitas em todas as residências para vacinação de todos os cães e gatos.

Em tempo:

Em dezembro de 2022 um gato apresentou mudança de comportamento, mordeu e arranhou seu tutor.  O animal foi enviado para análise e em seu tutor, foi realizada a profilaxia contra raiva e passa bem.  O animal, porém, testou positivo para raiva.

Raiva:

É uma doença transmissível que atinge mamíferos como cães, gatos, bois, cavalos, macacos, morcegos e também o homem. É causada por um vírus que ataca o sistema nervoso central, levando à morte após pouco tempo de evolução. A transmissão da raiva ocorre quando a saliva do animal infectado entra em contato com pele ou mucosa por meio de mordida, arranhão ou lambedura do animal. Os sintomas da raiva variam conforme a espécie, quando acomete animais carnívoros, eles se tornam agressivos e, quando ocorre em animais herbívoros as manifestações são de paralisia. Em caso de agressão por animal, deve-se procurar o serviço de saúde mais próximo.

Colaboração: Debora Legnani 

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-