15 julho 2024 - 8:05
- Anúncio -

Operação Conta Zerada cumpre mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão

A operação tem por objetivo desmantelar importante grupo criminoso que praticou o crime em diversas cidades de Santa Catarina, tendo atuação em outros estados da federação

A Polícia Civil de Santa Catarina, através da Delegacia de Defraudações – DEIC, com apoio da Polícia Civil de São Paulo, deflagrou na manhã desta terça-feira, dia 25, a Operação Conta Zerada, cumprindo, nesta data, 18 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo,  Mauá, Diadema, Osasco, Paulínia, Araraquara, Francisco Morato, Guarulhos e São Bernardo do Campo e 11 mandados de prisão preventiva até o momento, todas no Estado de São Paulo, visando esclarecer crime de furto mediante fraude onde os investigados após abordarem a vítima no caixa eletrônico e ganhando a confiança dessa, de posse do cartão bancário, faziam empréstimos bancários e já repassavam os valores a terceiros.

Durante as investigações foi possível identificar os responsáveis pelo recebimento dos valores transferidos pelo investigado principal, o qual fez vítimas em diversas cidades de Santa Catarina e também outros Estados como São Paulo e Minas Gerais.

A operação deflagrada na data de hoje tem por objetivo desmantelar importante grupo criminoso que praticou o crime em diversas cidades de Santa Catarina, tendo atuação em outros estados da federação.

Os investigados respondem pelos crimes de furto mediante fraude e associação criminosa e após os trabalhos de polícia judiciária serão encaminhados serão encaminhados ao Sistema Prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

A operação se estenderá pela manhã no intuito de cumprir outras medidas cautelas entre elas prisões de outros envolvidos na prática criminosa.

Participaram do cumprimento das ordens judiciais policiais civis do DOPE – Divisão de Operações Policiais Especiais/SP, policiais civis das Seccionais de Mauá, Diadema, Osasco, Paulínia, Araraquara, Francisco Morato, Guarulhos e São Bernardo do Campo e policiais civis de Santa Catarina.

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<