24 abril 2024 - 3:12
- Anúncio -

MPSC instaura Inquérito Civil para apurar desabastecimento de água em Criciúma e região

CASAN tem até 24 horas para prestar informações quanto às medidas adotadas para assegurar a completa retomada do abastecimento.

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), por meio da 7ª Promotora de Justiça de Criciúma, informa que está acompanhando atentamente, por meio de Inquérito Civil, o desabastecimento de água em Criciúma e região em razão do rompimento de uma adutora da CASAN.

Na tarde desta segunda-feira (30/1) o Promotor de Justiça Diógenes Viana Alves oficiou a Companhia, por meio de despacho em que requisita, no prazo de até 24 horas, informações quanto às medidas adotadas para assegurar a completa retomada do abastecimento e as medidas paliativas implementadas para contornar a situação retratada, de modo a minimizar os impactos do desabastecimento.

Leia aqui o despacho enviado a CASAN na íntegra.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social – Correspondente Regional em Criciúma

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-