24 julho 2021 - 2:21

Movimentação de cargas alcança melhor 1º semestre dos últimos 10 anos no Porto de Imbituba

De janeiro a junho de 2021, o Porto de Imbituba registrou seu melhor resultado operacional da série histórica do 1º semestre dos últimos 10 anos. Com 2,9 milhões de toneladas movimentadas, o volume de cargas transportadas alcançou um crescimento de 11,5% em relação ao mesmo período do ano passado. O número de atracações também registrou alta de 33,3%, com 128 navios atendidos nos três cais do Porto.

As importações lideraram as operações, seguidas das exportações, do transporte de cabotagem (dentro do país) e do transbordo de mercadorias entre navios. Em relação à receita operacional líquida da Autoridade Portuária, houve crescimento de 25,5% se comparado ao mesmo semestre de 2020. O valor é utilizado para manutenção da infraestrutura e investimentos.

“A conquista desta marca histórica reafirma a importância do Porto de Imbituba e demonstra o potencial, a força e o dinamismo da economia catarinense, que mesmo com a pandemia da Covid-19 apresenta resultados positivos, como a geração de mais de 111 mil vagas de emprego de janeiro a maio. Somos um Estado de produção diversificada e intensa. Santa Catarina é um exemplo para o país”, destaca o governador Carlos Moisés.

As cargas mais transportadas pelo Porto este ano foram o coque de petróleo, contêineres, soja, hulha betuminosa, sal e minério de ferro. Juntos, os granéis minerais representaram cerca de 50% do total movimentado, com destaque para o coque e a hulha, que praticamente dobraram seus volumes realizados no 1º semestre do ano passado.

“Com o mercado de commodities aquecido e uma infraestrutura capaz de atender a demanda do mercado, conseguimos finalizar o semestre com um desempenho dentro do planejado, o que nos dá confiança de que esse cenário positivo deve se manter nos próximos meses, fortalecido pela perspectiva de melhora da situação de pandemia”, avalia Fábio Riera, diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba. 

Até maio, o Porto de Imbituba apresentou crescimento, celebrando, inclusive, recorde histórico de movimentação mensal, com 681,9 mil toneladas. Apenas em junho houve retração de 26,5%, se comparado a 2020, quando registrou recorde mensal até então. De acordo com Aristeu Cavalca, gerente de Operações da Autoridade Portuária, “a diversificação das cargas atendidas fez com que o resultado de junho conseguisse se manter estável, mesmo com os períodos de chuva, que acabaram transferindo algumas operações para julho”.

A previsão de navios para este mês já aponta para um possível novo recorde no Porto, com perspectiva de movimentação de cerca de 690 mil toneladas. Para o ano, a Autoridade Portuária estima registrar um volume de 6,2 milhões de toneladas que, se confirmado, entrará para a história do porto público catarinense como seu melhor resultado anual.

Fonte: Setor de Comunicação Social – SCPAR

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-