12 abril 2024 - 10:03
- Anúncio -

Mais de 280 mil estudantes da rede estadual de ensino receberam informativos sobre a dengue

Com o aumento de 390% de casos de Dengue em SC no ano de 2024 em comparação a 2023, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, tem auxiliado no alerta sobre a dengue. Mais de 280 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino receberam informativos sobre o vírus. Crianças e adolescentes de todas as regiões do estado levaram um bilhete importante na agenda, numa iniciativa que busca conscientizar as famílias sobre a importância de combater o mosquito transmissor da doença.

Diante de todo esse cenário, a prevenção da dengue depende de uma ação conjunta. Manter os cuidados básicos, eliminando os locais que possam acumular água, ainda é a melhor maneira de prevenir as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Descartar corretamente o lixo, manter piscinas e calhas limpas, não acumular entulho, são atitudes que precisam virar rotina, e com essas orientações, crianças e adolescentes irão realizar a prevenção junto a seus familiares e amigos.

“A nossa garotada também vai nos ajudar. É um esforço de todos os catarinenses. Estamos enfrentando esse mosquito e vamos superar mais esse momento difícil. Santa Catarina é guerreira”, comenta o governador Jorginho Mello.

“O governo de Santa Catarina está unindo esforços para cuidar da saúde de todos. É preciso que a comunidade escolar se mobilize ainda mais, além das ações que já estão sendo realizadas. É fundamental o trabalho de todos”, destaca o secretário de Estado da Educação, Aristides Cimadon.

O jovem Vitor, que está no 9º ano e é estudante do Instituto Estadual de Educação (IEE), explica a importância de realizar os cuidados e comenta que já foi vítima do vírus da dengue. “Eu já havia pegado dengue uma vez, senti dor atrás dos olhos, febre, fiquei realmente bem ruim. Aí fui e falei com o meu pai, para que tomássemos ainda mais cuidado, não deixando água parada e realizando a prevenção para que o mosquito não se criasse”.

A Stefany que também está no 9º ano e também é estudante do IEE fala dos cuidados que tem com a sua família e que conversa sempre que possível sobre os cuidados com o mosquito. “Eu sempre tento falar o máximo com a minha mãe, para realizarmos os cuidados de não deixar água parada. Na minha casa eu e minha mãe limpamos os nossos vasos de planta para não deixarmos água parada”.

Colaboração: João Eduardo | SECOM

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-