13 junho 2024 - 9:14
- Anúncio -

Livro em comemoração aos 150 anos da colonização italiana no Brasil será lançado nesta sexta-feira em Nova Veneza

No dia 15 de março, o município de Nova Veneza recebe o lançamento do livro “Santa Catarina, berço da colonização italiana no Brasil”. O evento realizado pela Editora Expressão e pela Secretaria de Cultura ocorre a partir das 14h no Teatro Municipal de Nova Veneza, a cidade mais italiana do país. A obra tem patrocínio do Bistek, por meio do Programa de Incentivo à Cultura (PIC/FCC).

Além de resgatar a trajetória da colonização italiana em terras brasileiras, narrando os motivos que levaram os italianos a migrarem para o Brasil, e destacar os desafios que enfrentaram na nova vida, o livro bilíngue (português e italiano) busca corrigir um erro histórico.

Os primeiros imigrantes vindos da Itália chegaram em 1836 em área hoje pertencente ao município de São João Batista, na Grande Florianópolis, onde fundaram a colônia Nova Itália. No entanto, o pioneirismo da colonização italiana em Santa Catarina foi lamentavelmente desconsiderado pela Lei Federal nº 13.617, assinada em 2018 pelo presidente Michel Temer, que concedeu ao município de Santa Teresa, no Espírito Santo, o status de “berço” da colonização e da cultura italianas no território nacional. Para o historiador Paulo Kons, trata-se de um grande erro histórico, já que a Colônia Nova Itália nasceu 37 anos e 11 meses antes de Santa Teresa, iniciada em 1874.

A obra evidencia ainda que, além de ter recebido os primeiros italianos, Santa Catarina também foi o estado que recebeu a maior corrente imigratória da Itália, com presença significativa em mais de 200 municípios, número bem superior em comparação com qualquer outro grupo de imigrantes. Estima-se que algo entre 30% e 40% dos catarinenses sejam descendentes de italianos. Isso significa um contingente que pode variar entre 2,3 milhões e 3 milhões de pessoas, num universo de 7,6 milhões de habitantes.

“Se Santa Catarina desfruta hoje de um nível de desenvolvimento e de qualidade de vida acima da média, não podemos deixar de lembrar e de exaltar a coragem dos pioneiros para enfrentar e superar desafios. Esses são os objetivos centrais desta obra que celebra a colonização italiana no Brasil”, destaca Rodrigo Coutinho, presidente da Editora Expressão.

Parte desta história que transformou a cultura de Santa Catarina pode ser vista para além das páginas do livro. Nova Veneza perpetua as tradições e costumes italianos, o que faz da cidade um verdadeiro pedaço da Itália no Brasil. Título reconhecido até mesmo pelo governo de Veneza que doou ao município uma gôndola, típica embarcação veneziana. A peça original, uma das quatro gôndolas oficiais que estão fora da Itália, fica na praça central da cidade e faz sucesso entre moradores e turistas.

No próximo dia 15 de março, o município celebra mais uma conquista: o lançamento do livro que conta os verdadeiros fatos e eterniza a força e a importância da colonização, não apenas para os italianos, mas para a história de Santa Catarina.

A Editora
Especializada na produção de livros históricos e comemorativos, a Editora Expressão possui o maior portfólio do país de obras culturais que transformam em legado a trajetória de empresas, entidades, organizações e cidades.

A editora nasceu, em 1990, para publicar a Revista Expressão, que marcou época como veículo de economia voltado à região sul do país, e que será retomada a partir de março deste ano, com novo nome, Revista Líderes de Expressão, para reconhecer as grandes lideranças empresariais catarinenses.

A Expressão foi pioneira também na área de meio ambiente ao criar o respeitado Prêmio Expressão de Ecologia, certificado pelo Ministério do Meio Ambiente como o mais importante do país no segmento empresarial.

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<