18 junho 2024 - 1:07
- Anúncio -

Laboratório de Entomologia agiliza combate as endemias em São Ludgero

Em um momento em que o país vive um aumento significativo no número de casos de Dengue, São Ludgero conta com um reforço importante no combate e prevenção o Laboratório de Entomologia.
A conquista é fruto do investimento da Prefeitura de São Ludgero, por meio da Secretaria da Saúde, e conta com uma profissional capacitada através da (Dive) Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado. O laboratório estuda e identifica insetos, o que é importante para ação de combate principalmente à Dengue, Chikungunya e Zika, já que o mosquito Aedes Aegypti é um dos insetos estudados.
Para Jéssica Pignatel o município contar com o laboratório possibilita dar um suporte melhor à equipe de campo, o que garante mais agilidade e qualidade em se tratando de Vigilância em Saúde, principalmente nesses tempos de endemias. “Antes da criação do laboratório o município precisava encaminhar as amostras para a Regional de Saúde de Tubarão. Os resultados demoravam a sair devido à grande quantidade de coletas encaminhadas de diversos outros municípios e agora o trabalho é realizado em nosso município com os resultados saindo muito mais rápidos e com maior agilidade na abertura do raio de serviço para combater durante o tempo de vida do mosquito, por exemplo”, explica.
O Laboratório de Entomologia também permite o manejo do setor de epidemiologia na identificação de outros vetores como insetos e carrapatos.
“Para nós este laboratório é muito importante, uma grande conquista, a realização de um sonho antigo” salienta Jéssica Pignatel.
A equipe de profissionais que atuam em São Ludgero no combate as Endemias também são responsáveis pelas campanhas e realizações de projetos. “Temos projetos que foram premiados e que estão servindo de base para outros municípios. Nós atuamos com várias estratégias, principalmente levando informações, em especial nas escolas, para as crianças, porque desta forma as informações chegam a um número maior de pessoas”, enfatiza a Secretária de Saúde, Morgana Rech da Silva.

Por: Gerciana Ascari

 

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-