29 fevereiro 2024 - 4:14

Joares Ponticelli e Caio Tokarski são alvos de investigação da Operação Mensageiro

O Gaeco está em Tubarão na manhã desta terça-feira, 14

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) está em Tubarão na manhã desta terça-feira, 14, na 3ª fase da Operação Mensageiro.

O prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP), e o vice Caio Tokarski (União Brasil) foram presos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) nesta terça-feira (14). Investigado na Operação Mensageiro, que apura esquema de corrupção na coleta de lixo em Santa Catarina, Ponticelli é o sétimo chefe de executivo municipal detido na ação.

O objetivo da investigação é apurar também a suspeita de fraude em licitação, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo em diversas regiões de Santa Catarina. A ação está em sigilo e já ocorreu no Vale do Itajaí, Sul catarinense e Norte.

A Operação Mensageiro investiga suspeitas de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro relacionadas à coleta e destinação de lixo em diversas regiões do Estado, sendo que foi iniciada há pouco mais de um ano.

 

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-