15 julho 2024 - 9:29
- Anúncio -

II Congresso Regional do Conselho da Comunidade discute a reinserção à sociedade e ao trabalho

A 2ª edição do Congresso Regional do Conselho da Comunidade foi realizada na noite desta terça-feira (12/9), no Auditório São João XXIII, no Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, no município de Içara. O evento foi promovido pelo Conselho da Comunidade da Comarca de Criciúma e pela Vara de Execuções Penais (VEP) de Criciúma, com colaboração da Pastoral Carcerária da Diocese de Criciúma.

“O Congresso Regional teve como foco discutir com a sociedade em geral a ressocialização dos reeducandos, para que eles possam ser reintegrados à sociedade após o cumprimento de suas penas. Através do evento, buscamos inserir os reeducandos à sociedade e ao trabalho”, frisou a presidente do Conselho da Comunidade de Criciúma, Ilda da Silva Del Ponte.

Tendo em vista o tema “Construindo Pontes para a Reabilitação: Parcerias e Inovação no Sistema Carcerário”, os palestrantes abordaram tópicos como a ressocialização, a assistência religiosa aos apenados, a importância do Conselho da Comunidade junto à sociedade e às unidades prisionais, além do trabalho do Conselho da Comunidade com o Ministério Público.

“Nós devemos nos preocupar com a ressocialização, uma pessoa que não se ressocializa, de repente, acaba refletindo em nós ou na nossa família. Por isso, buscamos auxiliar o Conselho da Comunidade e qualquer outra instituição, pública ou privada, que tem a bandeira de ressocializar e reintegrar essas pessoas à sociedade”, destacou o 2º tenente do 9º Batalhão de Polícia Militar de Criciúma, Marcelo Cony.

Entre os palestrantes ainda estavam a juíza e titular da VEP de Criciúma, Débora Driwin Rieger Zanini; o professor Alfredo Engelmann Filho; o diretor da Penitenciária Sul, Johnny Cascaes Inácio; o diretor da Penitenciária Feminina de Criciúma, Olívio Boneli Nandi Junior; o diretor do Presídio Regional de Araranguá, Daniel da Cunha Luiz; o Diretor do Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) Regional de Criciúma, Diego João Fermiano; o diretor do Presídio Regional de Criciúma, Fabiano de Oliveira Viana; e o promotor de justiça da 4ª Promotoria de Criciúma, Jadson Javel Teixeira.

O bispo da Diocese de Criciúma, dom Jacinto Inácio Flach, aproveitou a oportunidade para mencionar que o estado de Santa Catarina é modelo para o restante do Brasil no que diz respeito ao sistema carcerário e as práticas de ressocialização. “Isso é resultado da soma de todas as participações, ninguém deve se excluir e achar que seu trabalho é ao acaso. Nas mais diversas instituições, seja a igreja, setores públicos ou justiça, em todos os sentidos, temos o dever de construir pontes. Nós todos queremos um mundo melhor, desejamos para nós e para os outros. Porém, o mundo é melhor quando todos nós fazemos a nossa parte”, enfatizou.

O público do evento foi composto por magistrados, policiais penais e militares, estudantes, promotores de Justiça, membros da Pastoral Carcerária e da Diocese de Criciúma, membros da Igreja Assembleia de Deus, diretores das unidades prisionais da Regional Sul, reeducandos do Presídio Regional de Araranguá, reeducandas do Coral Novos Caminhos da Penitenciária Feminina de Criciúma e familiares de presos.

TJSC

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<