27 outubro 2020 - 2:06

ICASA reforça importância do Sistema de Gestão Ambiental da Suinocultura

Software é inédito no Brasil e foi lançado nesta semana, em solenidade on-line

Um software que facilita a gestão e o licenciamento ambiental de granjas de suínos foi lançando nesta semana, em evento on-line, pela Embrapa Suínos e Aves de Concórdia e pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA) de Santa Catarina. É o Sistema de Gestão Ambiental da Suinocultura (SGAS), que recebe apoio do Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária (ICASA) e do Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado (Sindicarne).

Com a ferramenta, inédita no Brasil, é possível automatizar e padronizar projetos e análises de processos de licenciamento ambiental, antes elaborados de forma manual ou por meio de planilhas, trazendo mais confiabilidade e rastreabilidade às propriedades e para os Estados onde o sistema for adotado.

Conselheiro técnico do Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária (ICASA), Gerson Catalan.

De acordo com o conselheiro técnico do Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária (ICASA), Gerson Catalan, o software contribui com a imensa cadeia produtiva da suinocultura do território barriga verde. “Foi um trabalho feito a muitas mãos, que moderniza a gestão ambiental e acompanha o que é feito nos principais países produtores de suínos. É mais uma ferramenta que está disponível para técnicos e produtores, tornando o segmento ainda mais confiável, responsável e ambientalmente correto”.

Santa Catarina é o maior produtor nacional de carne suína e tem um status sanitário diferenciado: é o único estado do País reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação, o que demonstra zelo extremo com a sanidade animal. “Os cuidados com o meio ambiente acompanham toda a cadeia produtiva e, agora, o SGAS dará mais suporte para uma gestão ambiental ainda mais eficiente”, comenta Catalan.

A força do setor se reflete nos números do mercado internacional. Neste ano, Santa Catarina já exportou 345,9 mil toneladas de carne suína, um crescimento de 27,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com a Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural. O faturamento já ultrapassa US$ 758,6 milhões, superando em 40% o valor de 2019.

O SGAS foi licenciado, testado e validado pelo IMA para apoio aos processos de licenciamento em Santa Catarina. Um contrato similar foi assinado no Rio Grande do Sul, por meio da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), para uso da ferramenta no Estado. A Embrapa também está negociando contratos com o Paraná e o Mato Grosso. O sistema está disponível gratuitamente no site da Embrapa Suínos e Aves: cnpsa.embrapa.br/sgas.

ICASA

O ICASA foi criado em 2006 com o objetivo de dar suporte à estrutura oficial de atenção sanitária agropecuária no Estado, ajudando na abertura de novas fronteiras comerciais. O Instituto atua no apoio, pesquisa, desenvolvimento e acompanhamento de atividades no setor agroindustrial, inclusive na defesa sanitária e ambiental. Também mantém uma força-tarefa de controle para evitar a entrada de doenças em território catarinense, formada por veterinários, auxiliares, pessoal administrativo, veículos e equipamentos.

O ICASA contribuiu com as demais entidades para a obtenção do atual status sanitário concedido pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) à Santa Catarina, tornando-se um importante ator de um dos principais setores econômicos do Estado.

Colaboração: MB Comunicação Empresarial/Organizacional

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
a href="#">
-Anúncio-