13 junho 2024 - 7:29
- Anúncio -

Homem é encontrado morto com as mãos amarradas dentro de casa

Corpo foi encontrado por vizinhos estranharam não ver mais o morador e olharam dentro da casa pela janela

Um homem de 52 anos foi encontrado morto dentro da própria casa na tarde desta quinta-feira, dia 30, no município de Abelardo Luz, no Oeste de Santa Catarina. A Polícia Militar informou que a vítima apresentava sinais de violência e estava inclusive com as mãos amarradas.

A ocorrência foi registrada por volta das 15h30, na rua João Arcizo Wernes Neuls, no Bairro Santa Luzia. Conforme a PM, vizinhos estranharam não ver mais o morador e encontraram o corpo caído dentro da casa ao olhar por uma janela. O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou o óbito.

A Polícia Militar foi acionada e identificou a vítima. Luiz Arildo Dettorini era natural de Abelardo Luz. A PM isolou o local e acionou o IML, que recolheu o corpo para a realização de exames e identificação das causas da morte.

Ainda segundo a Polícia Militar, o interior da residência estava revirado, mas não foi possível identificar se algum bem foi levado. A Polícia Civil de Abelardo Luz também foi acionada e investiga o crime.

Sinais de violência

Em uma nota divulgada na manhã desta sexta-feira, dia 31, a Polícia Civil informou que o corpo de Luiz tinha lesões no joelho e no braço, além de manchas de sangue na boca e no nariz. As autoridades também confirmaram que a vítima estava com os dois pulsos amarrados com as mangas de uma jaqueta.

Manchas de sangue também foram encontradas em alguns pontos da casa. Ainda conforme a Polícia Civil, o homem morava sozinho no local há cerca de três meses e teria sido visto pela última vez na segunda-feira, dia 27, em um comércio da cidade.

“Até o momento não se sabe se a vítima possuía inimizades. Verificou-se haver contra ela um boletim de ocorrência por crime de maus-tratos contra idoso em março de 2024 no município de Abelardo Luz. Até o momento não foi possível confirmar a ocorrência de homicídio, apesar dos vestígios de sangue. Não há suspeitos. A Polícia Civil aguarda os exames perícias relacionados ao caso e investiga todas as hipóteses”, diz a nota.

Fonte: Oeste Mais

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<