26 fevereiro 2024 - 10:17

Homem acusado de matar duas mulheres e jogar os corpos no rio foge do presídio

Uma fuga tem agitado a cidade de Araranguá e toda região Sul neste fim de semana de Carnaval. O homem acusado de matar duas mulheres e jogar os corpos no rio fugiu do Presídio Regional de Araranguá na noite deste sábado, dia 18. O suspeito estava preso desde o início de janeiro após ser apontado como um dos executores do homicídio de sua ex-namorada e uma amiga dela. O modo como a fuga ocorreu não foi divulgado. As policias civil e militar fazem buscas pelo homem.

O suspeito contou com um outro comparsa para prática dos crimes. O Ministério Público de Santa Catarina apresentou denúncia onde pede a condenação da dupla pelos crimes de sequestro qualificado, homicídio qualificado, ocultação de cadáver e coação no curso do processo.

Conforme a denúncia apresentada pelo Promotor de Justiça Gabriel Ricardo Zanon Meyer, no dia 2 de janeiro de 2023, por volta das 23h, os denunciados teriam ido até a casa das vítimas no Bairro Coloninha, em Araranguá, e desligado o disjuntor da rede de energia, atraindo-as para fora da residência. Neste momento os homens teriam as abordado, entrando no imóvel e privando as vítimas de sua liberdade. Na sequência, ambas foram amarradas, amordaçadas e depois levadas até um local ermo às margens do Rio Araranguá, onde os crimes de homicídio foram praticados.

Segundo a acusação, as vítimas foram mortas por esgorjamento, tendo ambas sofrido cortes profundos na região do pescoço. A perícia apontou também que uma delas foi jogada ainda com vida no rio, tendo o afogamento contribuído para a morte.

A motivação dos crimes, segundo o Promotor de Justiça, teria sido diferente para cada uma das vítimas. Uma das mulheres, que era ex-companheira de um dos acusados, foi morta por vingança, pelo fato de o réu ter ficado insatisfeito ao descobrir que não era o pai biológico da filha dela, bem como por não aceitar o término do relacionamento que tivera com ela. Já a outra vítima teria sido morta para assegurar que ela não contaria às autoridades sobre a morte da amiga.
Fonte: Engeplus

 

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-