28 fevereiro 2024 - 11:12

Gripe Aviária: Ministério da Agricultura deve respostas ao agro

As notícias de que a gripe aviária (H5n1) se espalha pelas Américas, colocou o agronegócio brasileiro em alerta. O país segue sendo área livre da doença, um dos únicos grandes produtores mundiais que detém este status

A deputada federal Daniela Reinehr protocolou requerimento de informações acerca das medidas que o Ministério da Agricultura vem tomando para evitar que a gripe aviária chegue ao Brasil.

O documento é endereçado ao ministro Carlos Fávaro. Em sua justificativa, a parlamentar salienta que é essencial que medidas de prevenção, fiscalização e combate à gripe aviária sejam adotadas no Brasil, para que o país continue sendo reconhecido como área livre da doença e referência no combate a esta enfermidade.

BRASIL É CASE MUNDIAL

Importante frisar que o Brasil não registrou casos da H5n1 até esta sexta-feira, 17. O sistema de controle e de vigilância sanitária do país é exemplo para o mundo e garante à nação o status de área livre da doença, patamar cobiçado por muitos países do mundo.

RESPONSABILDIADE DE TODOS

“Estamos em contato com as autoridades federais e estaduais. Todos, inclusive os produtores rurais precisam se mobilizar para manter nossa segurança sanitária,” adverte a deputada.

CONTÁGIO

Daniela lembra que “a gripe aviária é uma doença de alta patogenicidade, altamente contagiosa e fatal. O vírus afeta aves domésticas e silvestres e acarreta graves consequências para o setor de avicultura nacional e internacional, podendo infectar humanos também, o que gera grande preocupação de ocorrência de uma nova pandemia.”

CERCO

Considerando que nove países das Américas já detectaram a presença do vírus em seu território, é imprescindível que medidas e protocolos urgentes sejam adotados para que a doença não adentre em nosso país, o que causaria não são uma grande crise sanitária, mas, também, uma grave crise econômica em virtude da forte presença da avicultura em nossa economia.

Veja os questionamentos encaminhados ao MA por Daniela Reineher:

  1. Quais são as medidas preventivas que estão sendo adotadas para prevenir que os casos de gripe aviária cheguem no Brasil, a fim de manter o Brasil como área livre da doença?
  2. Está sendo feito algum acompanhamento e monitoramento dos casos de gripe aviária nos outros países? Há alguma parceria internacional nesse sentido?
  3. Estão sendo feitas campanhas de conscientização e prevenção em todos os estados do país?
  4. Como está sendo feita a fiscalização sanitária na região das fronteiras dos países que já tiveram casos registrados de gripe aviária?
  5. Em caso de detecção do ingresso da doença no país, já foi estabelecido um protocolo de atuação para mitigar os riscos de disseminação?

Fonte: Assessoria de Comunicação – DANIELA C REINEHR

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-