26 outubro 2020 - 3:30

Governo veta retorno do futebol em SC

Na última terça-feira (28), a Federação Catarinense de Futebol – FCF, foi informada pelo Governo do Estado da sua decisão de indeferir a solicitação da entidade que administra o futebol em Santa Catarina a respeito do retorno das competições no corrente ano, principalmente da Série A do Campeonato Catarinense. Tal solicitação foi embasada em um guia médico de sugestões protetivas referente a retomada gradual das atividades do futebol em território catarinense. Logo após o Governo ter anunciado o indeferimento, a Federação Catarinense de Futebol e a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCClubes) convocaram uma reunião com os representantes dos clubes que disputam o Campeonato Catarinense da Série A.

No encontro, realizado ainda na noite de terça, presidentes e representantes dos 10 clubes discutiram com diretores da FCF e SCClubes, através de videoconferência, quais as medidas administrativas e operacionais a serem tomadas para conviver com o novo momento do futebol catarinense. A reunião foi comandada pelos presidentes Rubens Renato Angelotti (FCF) e Francisco José Battistotti (SCClubes). Durante o encontro, os dirigentes apresentaram em detalhes as suas condições e dificuldades financeiras que estão vivendo com a paralisação do campeonato em virtude da pandemia estabelecida pelo Covid-19.

Várias medidas apresentadas na reunião visam evitar que os clubes antecipassem a decisão de rescindir contratos de atletas, demitirem colaboradores em massa e até mesmo, o ato extremo de desistência do campeonato, o que acarretaria o encerramento das atividades, com prejuízos sociais ainda mais nefastos à economia e à sociedade catarinense. Entre as idéias aprovadas, estão a liberação de recursos da Federação Catarinense de Futebol, da Associação de Clubes e de alguns integrantes do campeonato para equipes com maiores dificuldades financeiras, empréstimo de atletas entre clubes, compra coletiva de testes e equipamentos para a proteção contra o coronavírus.

Para os coordenadores do encontro, o objetivo da reunião foi alcançado, que era a união dos clubes na busca de soluções para a seqüência da vida do futebol catarinense, com responsabilidade e a segurança que o delicado momento exige. Depois de desenvolver um protocolo médico apresentado ao Governo do Estado, os clubes tinham esperança na liberação imediata da volta aos treinamentos. Diante dos novos fatos, seguirão aguardando que as autoridades responsáveis analisem, dentro de seus critérios técnicos, a concessão do retorno da atividade dos profissionais do futebol, importante segmento da sociedade estadual.

Atividades esportivas ao ar livre foram liberadas com regras.

A prática de esportes foi parcialmente liberada em espaços públicos de Santa Catarina, por meio de portaria publicada na segunda-feira (27) pelo governo no Diário Oficial do Estado. Com a autorização, surf, skate, entre outras práticas individuais, e esportes coletivos como vôlei, beach tênis, basquete e futevôlei podem ser praticados, com determinadas regras, em praias, parques, calçadões, ciclovias e demais locais ao ar livre. As atividades estavam proibidas desde março. Já exercícios físicos, como corrida e caminhada, por exemplo, já haviam sido liberados no dia 20 de abril.

Entre as justificativas para mais essa liberação, mencionadas na portaria assinada pelo secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, estão análises relacionadas à evolução da pandemia no estado, feitas pelo governo, combinadas com a disponibilidade de leitos e da estrutura de saúde existentes, neste momento e sua evolução programada.

Por: Rodolfo Devilla !

- Anúncio -
-Anúncio-