13 junho 2024 - 4:10
- Anúncio -

Fumacê contra a dengue será realizado em Braço do Norte

O veículo passará nos bairros Centro, INSS e Nossa Senhora de Fátima, nas ruas Rômulo Sandrini, Nicodemus Philippi, Leoberto Leal, Sete de Setembro e avenidas Jorge Lacerda e Felipe Schmitd, a partir das 17h30min.

A Secretaria de Saúde de Braço do Norte realiza na segunda-feira, 18 de março, uma importante estratégia para reforçar o combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue: o Ultra Baixo Volume (UBV), conhecido popularmente como carro do “fumacê”.

O veículo passará nos bairros Centro, INSS e Nossa Senhora de Fátima, nas ruas Rômulo Sandrini, Nicodemus Philippi, Leoberto Leal, Sete de Setembro e avenidas Jorge Lacerda e Felipe Schmitd, a partir das 17h30min.

Conforme o setor de endemias, a área foi escolhida por ter, nas redondezas, um caso da doença e alguns focos, além de locais propícios para a proliferação do mosquito.

O carro do “fumacê” não emite fumaça, mas sim um spray de água com inseticida para combater as arboviroses. O processo de nebulização realizado consiste na pulverização de uma fina névoa de inseticida diluído em água. Essa técnica permite que o produto atinja áreas de difícil acesso, onde os mosquitos costumam se esconder, contribuindo para a redução da população desses insetos e, consequentemente, para a prevenção de doenças.

Braço do Norte está, neste momento, quinta-feira, 14 de março, com 140 casos notificados de dengue, sendo 08 casos confirmados (03 autóctones e 05 importados), 30 casos em investigação, 38 focos de Aedes Aegypti, 102 casos descartados, 02 internados (01 internado confirmado e 01 internado em investigação).

Cemitérios serão averiguados para evitar proliferação do mosquito

Em cumprimento à Lei 15.243 de julho de 2010, que proíbe manter vasos, floreiras e similares com acúmulo de água em túmulos e jazigos, o setor de Endemias da Secretaria de Saúde solicita que a população recolha ou mantenha higienizados e com areia (tanto vasos quanto suportes para velas) os objetos, evitando novos criadores de mosquitos.

Caso não aconteça, a Secretaria de Saúde fará o recolhimento dos itens em desacordo com a lei.

O mosquito Aedes Aegypti, é o responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya. Algumas medidas podem ser tomadas para evitar que o mosquito se espalhe como eliminar recipientes que possam acumular água parada, como vasos, garrafas e pneus, manter os túmulos limpos e sem acúmulo de água, utilizar areia nos vasos para evitar o acúmulo de água e promover a conscientização entre os visitantes sobre a importância de não deixar água parada.

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<