12 junho 2024 - 8:36
- Anúncio -

Feirão do Imposto 2024 terá Dia D de conscientização em Braço do Norte

A ação organizada pelo Núcleo Jovem da Acivale será neste sábado, dia 25 de maio

Com o tema “Dígitos que sufocam: uma carga tributária de tirar o fôlego”, o Núcleo de Jovens Empreendedores da Associação Empresarial do Vale de Braço do Norte (Acivale) organiza mais uma edição do Feirão do Imposto – evento nacional, coordenado pela Confederação Nacional de Jovens Empreendedores (Conaje).

O objetivo é chamar a atenção sobre a alta carga tributária brasileira, que representa 33% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo o Instituto de Pesquisa de Economia Aplicada (Ipea). Além de incentivar a população a ser mais exigente ao retorno dos tributos pagos e no destino do dinheiro público.

Neste ano, o Dia D, conhecido como dia de conscientização sobre os impostos, está marcado para o próximo sábado, dia 25 de maio.

Feirão do Imposto 2024 terá Dia D de conscientização em Braço do NorteO Núcleo Jovem fará uma carreata saindo do Posto Leão do Trevo de São Ludgero em direção à praça da Igreja Matriz de Braço do Norte, passando pelas principais ruas da cidade.

Ainda na praça os empreendedores entregarão panfletos para conscientização da população. Após a carreata, nucleados e patrocinadores do evento farão uma costela de fogo de chão para simbolizar o evento e fortalecer o networking.

Esse ano o projeto conta com o apoio de: Sicoob Credivale, Metasul, Art Empreendimentos, A. Becker Contabilidade, Gaidzinski Telhas, Água da Serra, D’ Rose Marketing, Cerbranorte, Soma Topografia, AWC Centro Automotivo e Multiimagens.

Você conhece os principais impostos do Brasil?

Os impostos cobrados no Brasil são divididos entre competências federais, estaduais e municipais, que administram e definem suas taxas.

Impostos federais

Imposto de Renda (IR): este tributo tem como matéria coletável os rendimentos por salários, lucros, juros, dividendos ou aluguéis. É diferenciado em IRPF para Pessoas Físicas e IRPJ para Pessoas Jurídicas.

Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI): pago por todos os produtos industrializados, em qualquer fase de industrialização. Tem como imunidade os itens apresentados no Decreto nº 7.212 de 2010:

I – os livros, jornais, periódicos e o papel destinado à sua impressão;

II – os produtos industrializados destinados ao exterior;

III – o ouro, quando definido em lei como ativo financeiro ou instrumento cambial;

IV – a energia elétrica, derivados de petróleo, combustíveis e minerais do País.

Imposto sobre Operações Financeiras (IOF): incide sobre diferentes operações que envolvem:

  • Créditos
  • Seguros
  • Câmbio
  • Títulos
  • Valores Mobiliários

Impostos Estaduais

Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS): incide sobre pessoas físicas ou jurídicas que realizem operações comerciais ou prestações de serviços.

Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA): regulamentado por cada Estado e aplicado anualmente aos proprietários de automotores, como:

  • Automóveis
  • Motocicletas
  • Embarcações
  • Aeronaves

Impostos Municipais

Imposto sobre Serviços de qualquer natureza (ISS): tributo que incide sobre a mão-de-obra utilizada em serviços, após descontados os valores em compras de materiais.

Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU): incide sobre pessoas físicas ou jurídicas que mantêm propriedade imóvel dentro do limite de cada município.

Principal conquista – Imposto no cupom fiscal

Uma das principais conquistas do Feirão do Imposto foi, em 2012, a aprovação da Lei do Imposto na Nota – Lei 12.741/12 – que obriga os estabelecimentos a incluírem nos documentos fiscais o percentual e valor aproximado de impostos pagos, tornando-a acessível ao comprador.

Colaboração: Assessoria de Imprensa / ACIVALE

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<