28 maio 2024 - 2:53
- Anúncio -

Estrada Iluminada: Semblante de dor

Se nos ativermos a parar em um local de grande circulação de pessoas, principalmente em via com calçadão, e tirarmos um tempo para observar em cada uma das que transitam ao alcance de nossos olhos, podemos ter uma impressão dos problemas que cada uma apresenta.

Vários com semblante preocupadíssimo, angustiados, outros com problemas de locomoção as vezes com o corpo em desnível ósseo. Também alguns com a face em meio a doenças de pele, ou com o rosto deformado em razão de acidentes, além de alguns com deficiência visual, com grande incidência de pessoas que usam óculos de grau altíssimo. Vemos também muitos com bengalas ou andadores para apoio, embora ainda não atingiram idade avançada.

Apurando mais nossa análise vemos pessoas dormindo em meio a papelões sob marquises, enquanto alguns ingerem bebidas alcoólicas ou até se drogam. Muitos em desequilíbrio de conduta tentando aplicar golpes nos menos esclarecidos.

Nos comparamos perante a todos que desfilam a nossa frente ou que estão ao alcance de nosso olhar, e concluímos que nossos problemas não são tão graves assim. Nos entristecemos com os quadros que se apresentam, e nos convencemos que de fato estamos habitando um mundo onde ainda predominam as dificuldades e sofrimentos.

Realmente não podemos saber o porquê do sofrimento individual de cada um, mas sabemos que algo aconteceu anteriormente, pois que muitos transeuntes também passam apresentando aspecto normal, com semblante feliz, sorrindo ao cumprimentarem-se mutuamente, bem verdade em menor número.

E vamos então procurando o entendimento através da religião que cada um professa, pois que algumas tem elucidações interessantes, e acabamos ficando com aquelas de teoria que sofremos em razão de equívocos cometidos em vidas passadas, se é que nesta nada fizemos de errado para receber punição severa, já que somos espíritos eternos e se hoje sofremos é que existe causa anterior, pois vemos muitas crianças que sofrem e que nada cometeram de errado, e isso de dizer que sofremos por erros cometidos por nossos pais é transferir para outrem as responsabilidades, já que somos uma individualidade e respondemos pelos atos que cometemos.

Certamente se procuramos ser o mais correto possível nesta vida, obteremos o retorno das benesses em vidas futuras, e desfilaremos pelas vias com menos semblante de dor.

Por: Nilton Moreira

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<