22 janeiro 2022 - 5:42

Em São Martinho, alunos e professores se envolvem no projeto Educação Empreendedora do Sebrae

Iniciativa proporcionou experiências teóricas e práticas sobre empreendedorismo dentro de sala de aula

Desde agosto, quatro escolas, 30 professores e mais de 400 alunos da rede municipal e estadual de ensino em São Martinho, no Sul catarinense, estão envolvidos no projeto Educação Empreendedora do Sebrae/SC. O objetivo do programa é incentivar comportamentos empreendedores e competências socioemocionais entre os estudantes.

Além de capacitação aos professores, o projeto proporcionou uma série de experiências teóricas e práticas aos alunos, como o desafio de criar um brinquedo utilizando materiais recicláveis. “Estamos muito satisfeitos. Os alunos foram muito criativos e confeccionaram brinquedos maravilhosos, se mostrando verdadeiros empreendedores”, comenta a secretária de Educação e Esportes do município, Raquel Feller de Souza Lehmkuhl.

A iniciativa foi desenvolvida em parceria com as Secretarias de Educação e Esportes e de Turismo e Cultura de São Martinho e aplicada para os alunos do Ensino Fundamental I e II. Do 1º ao 5º ano, por exemplo, os estudantes participaram da solução Empreendendo no Mundo da Imaginação. Já, do 6º ao 9º, se envolveram na atividade Superando Barreiras.

“Primeiramente, os professores realizaram um curso na plataforma do Sebrae e depois trabalharam o material com os seus alunos. Depois, para a socialização do projeto e para mostrar o espírito empreendedor, lançamos esses desafios”, explica Raquel.

Cidade Empreendedora

O projeto Educação Empreendedora faz parte do programa macro do Sebrae, o Cidade Empreendedora, que visa promover o desenvolvimento sustentável de municípios, com foco no empreendedorismo. São Martinho é uma das cidades que participa do programa e recentemente renovou para o segundo ciclo.

“Representa um importante passo para consolidação de do município no cenário desenvolvimento econômico no estado, pois as soluções trabalham nos mais diversos eixos estratégicos, como turismo, comércio, indústria, agricultura e com educação empreendedora dentro da escola”, destaca a secretária de Turismo e Cultura do município, Patrícia Hellmann.

A gestora do programa Cidade Empreendedora na região, a analista do Sebrae/SC, Juliana Ghizzo reforça a importância do empreendedorismo no ensino infantil. “O mercado de trabalho da sociedade 5.0 vai exigir novas habilidades e competências dos futuros profissionais, por isso é tão importante estimular uma cultura de inovação e empreendedorismo já na tenra idade.”

Fonte: : Richard Vieira/Partner NZBT

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-