26 fevereiro 2024 - 10:27

Em 2023, apreensão de drogas pela PCSC bate recorde

O delegado-geral da Polícia Civil, Ulisses Gabriel, divulgou nesta terça-feira (23) a análise de dados da Diretoria de Inteligência da PCSC que apontou o crescimento de 3.091% no volume de ecstasy apreendido em SC. Até o momento foram apreendidos 391.264 comprimidos em operações da PCSC no estado. No ano passado foram 12.259 unidades da droga. Os dados são relativos ao período de 01/01/2023 a 20/10/2023, comparado a igual período do ano passado. A apreensão de maconha aumentou 103% e a de haxixe 1.411%”.

O delegado-geral disse que desde o começo do ano a PCSC está intensificando suas ações contra os criminosos, em especial em algumas áreas, como é o caso do tráfico de drogas. “A Polícia Civil ampliou consideravelmente as apreensões de drogas em Santa Catarina e tem batido recordes de apreensão. Para se ter uma ideia, a apreensão de cocaína aumentou 182% em nosso estado; a de crack em 72%; a de ecstasy que bateu recorde nacional e foi de 3.091%”, assinalou Ulisses. Ele também destacou que a PCSC também está atuando fortemente no combate ao tráfico de maconha e o tráfico de haxixe.

Outro dado relevante é a apreensão de cocaína que também apresentou alta de 182%  em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2023, os policiais civis tiraram de circulação  195,7 quilos. A apreensão de crack também cresceu cerca de 72%, com a retirada de 32,3 quilos da droga, que seriam comercializados pelos traficantes.

Ulisses Gabriel assinalou ainda que o aumento no cumprimento de mandados de prisão em cerca de 59% e de buscas de apreensão, em cerca de 57%, tem dado um efeito positivo na redução de crimes em Santa Catarina. “Casos de homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, estelionatos e roubos que têm diminuído consideravelmente em razão de uma atuação dura, não só da Polícia Civil de Santa Catarina, mas também da Polícia Militar, Bombeiro Militar e Polícia Científica que atuam de maneira integrada.”

Para o delegado-geral a atuação integrada das forças de segurança, com apoio do Ministério Público e do Poder Judiciário faz com que Santa Catarina seja o estado mais seguro da Federação. “Uma referência nacional e que está se transformando em uma referência internacional, graças a todo o apoio que o governador Jorginho tem dado para nossa instituição”, obervou.

Ulisses Gabriel pontuou que o apoio do governador Jorginho está expresso na realização do concurso público para delegado e psicólogo policial – cada um com 30 vagas – além de investimentos em tecnologia e armas. “Então o governador Jorginho tem sido uma peça essencial nessa atuação contra o crime, mas a outra peça essencial é cada policial civil de Santa Catarina, que tem dado um retorno para a nossa sociedade”, concluiu.

PCSC

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-