24 abril 2024 - 3:06
- Anúncio -

Drone será usado por São Ludgero para identificar focos do mosquito Aedes Aegypti

A Secretaria da Saúde de São Ludgero firmou uma parceria com o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amurel (CIM/Amurel) para utilização do drone e assim intensificar ainda mais o enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika Vírus e Chikungunya, com a fiscalização aérea.

Uma reunião foi realizada ontem, terça-feira, 10 de outubro, às 9 horas, entre representantes de São Ludgero e do CIM/Amurel para planejar a ação que começa ainda no mês de outubro.

Iniciou dia 28 de agosto e segue em São Ludgero, mais uma ação conjunta entre Agentes de Endemias e Agentes Comunitárias de Saúde, de visitas as residências no perímetro urbano com o objetivo de fiscalizar, orientar e combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

A Secretária da Saúde, Morgana Rech da Silva, diz que ao longo dos últimos anos a Gestão Municipal tem realizado inúmeras ações para combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti. “Ao saber que o CIM/Amurel tinha um drone fizemos a solicitação e prontamente fomos atendidos. Nosso objetivo é intensificar ainda mais o trabalho e obter melhores resultados no enfrentamento ao mosquito”, pontua. Ela completa dizendo que o drone auxiliará na identificação de focos que nas vistorias e visitas por terra não são percebidos.

O Diretor Executivo do CIM/Amurel, Celso Heidemann, durante a reunião disse que o trabalho de enfrentamento do mosquito Aedes Aegypti é algo novo a ser realizado com a utilização do drone. “Até então o drone era utilizado pela equipe de engenharia e arquitetura nos trabalhos realizados pelo consórcio e associação”, enfatiza.

Para o prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, a parceria demonstra na prática o propósito da existência do consórcio e da associação. “A Amurel e o Consórcio existem para dar suporte aos municípios e durante o período de quatro anos que estive a frente do CIM/Amurel o drone foi um dos vários equipamentos adquiridos em parceria com o Governo do Estado”, ressalta.

Um teste com o drone foi realizado após a reunião no bairro Nossa Senhora Aparecida para sanar dúvidas e alinhar os trabalhos de campo que serão realizados.

O pedido às pessoas de São Ludgero continua o mesmo em relação ao mosquito Aedes Aegypti, ou seja, não deixar água parada em recipientes.

São Ludgero é uma cidade considerada epidêmica. São nove bairros infestados pelo mosquito. Atualmente são 65 armadilhas e mais 12 locais estratégicos. Até o momento, no ano, somam 51 casos confirmados de Dengue, 2 suspeitos (a soma do ano é de 313 suspeitos) e 159 focos sendo monitorados.

Denúncias relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti ou mais informações pelo fone/whatsapp 36571938.

Além do prefeito Ibaneis Lembeck, da Secretária da Saúde Morgana Rech da Silva e do Diretor do CIM/Amurel Celso Heidemann, participaram da reunião a Responsável Técnica Greice Lessa Baldin, a Secretária Adjunta da Secretaria da Saúde Michele Voss e o Coordenador Administrativo da Amurel, Everson Guimarães.

Conquista recente – Com investimento da Prefeitura de São Ludgero, por meio da Secretaria da Saúde, iniciou o funcionamento, no mês de setembro, o Laboratório de Entomologia com os objetivos de identificar e estudar insetos, em especial, o que é relacionado ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika.

Colaboração: Bertoldo Kirchner Weber / Assessor de Comunicação | Município de São Ludgero

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-