13 abril 2024 - 4:48
- Anúncio -

Diagnóstico Socioambiental de Orleans foi apresentado a comunidade durante oficina

A oficina foi promovida e coordenada pela FAMOR.

O auditório do Centro Administrativo de Orleans foi palco na quarta-feira, 31 de maio de 2023, de uma oficina informativa aberta a população que apresentou os resultados do Diagnóstico Socioambiental.

O trabalho final será composto por relatórios (metodologia, resultados, figuras, mapas). A base cartográfica, restituída em arquivo aberto (Ortoimagem, MDT, vetorização das edificações e APP e dos rios).  Ainda APP modelada, entregue em arquivo aberto, não editável e projeto de lei.  Previsto para ser entregue em até 15 de junho de 2023.

O diagnóstico socioambiental é um estudo elaborado por uma equipe, que envolve várias etapas de levantamento, coleta e interpretação de dados considerando as especificidades locais.

O Prefeito Jorge Luiz Koch frisou na oportunidade, que o trabalho vinha sendo aguardado a cerca de seis meses, o estudo contratado pela Prefeitura por meio da AMREC foi desenvolvido pelos técnicos da SATC com o objetivo de identificar a área urbana consolidada, de relevante interesse ecológico e risco, com intuito de definir quais locais são de preservação permanente de cursos d´água, tendo em vista as peculiaridades que o município tem, conforme Lei n.º 14.285/2021 e a Resolução CONSEMA n.º 196/2022. “O trabalho será apresentado hoje, e posteriormente será encaminhado para a Câmara de Vereadores, que após aprovado o município então contará com regramento dentro da formalidade da lei que norteará onde poderá ser construído e onde se deixará de construir”, frisou.

O estudo é de suma importância, pois trata da definição das faixas de APPs e envolve toda a sociedade. “O diagnóstico estudou os rios do município, principalmente da área central para verificar as áreas consolidadas, as áreas que realmente são de Preservação Permanente, e o que pode ser uma área diferente”, afirma a Coordenadora da FAMOR, Thatiane Cordini.

O levantamento de dados do meio físico, biótico e socioeconômico, é um instrumento dinâmico. O assunto é bastante amplo e possui diferentes níveis de avaliação e compreensão.

O estudo que contém mais de 400 páginas será após finalizado e devidamente aprovado, disponibilizado para consulta aos interessados. Cerca de 12 profissionais das mais diversas áreas trabalharam na equipe de elaboração do estudo.

Participaram da oficina lideranças políticas, diversas entidades, a equipe do plano diretor, membros da Famor, empresários, investidores, membros de Conselhos Municipais e público em geral. A oficina foi promovida e coordenada pela FAMOR.

Por Gerciana Ascari Coan – Imprensa News Sul

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-