12 junho 2024 - 8:35
- Anúncio -

Cocal do Sul tem a menor taxa de analfabetismo da região carbonífera

Dados foram divulgados na última sexta-feira (17) pelo Censo Demográfico de 2022

Santa Catarina tem a menor taxa de analfabetismo no país, de acordo com dados divulgados na última sexta-feira (17) pelo Censo Demográfico de 2022, por meio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Em relação às as taxas dos municípios da região Sul, Cocal do Sul ficou em primeiro lugar com a menor taxa de analfabetismo na Amrec e a segunda menor no Sul do Estado. Apenas 1,87% da população de 15 anos ou mais não sabem ler e escrever.

As listas de cidades com menores taxas de analfabetismo são divididas de acordo com o tamanho da população dos municípios. E considerando todos os municípios da região carbonífera e extremo Sul do Estado, Cocal do Sul ocupa a segunda posição.

“Nós acreditamos no poder da Educação e na qualidade de ensino de nosso município, todos os profissionais estão capacitados e contamos com uma excelente metodologia de ensino. Além disso, são muitas as ações desempenhadas pelo governo municipal com o objetivo de garantir Educação para todos”, avalia o prefeito Fernando de Fáveri.

Oportunidade de ensino para todos

Com o objetivo de assegurar o direito à educação para aqueles que não tiveram acesso à educação básica na idade apropriada, o Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) de Cocal do Sul vem trazendo oportunidades de estudos desde 2022, de forma gratuita. O programa é uma realização do governo municipal, cujas aulas acontecem na Escola Demétrio Bettiol, de segunda a sexta-feira. Atualmente, cerca de 250 pessoas fazem parte do CEJA.

Alfabetização para estrangeiros

O governo de Cocal do Sul vem oportunizando, desde 2021, o curso de Língua portuguesa aos imigrantes, em sua maioria haitianos. A ação, que ocorre com uma parceria com a Unesc, é uma forma de integração e de oportunidades.

“Muitos têm escolhido Cocal do Sul para residir, buscando melhores condições de vida e oportunidades. Contamos com professores especialistas e pesquisadores da área, atendendo a uma solicitação da Associação de Haitianos de Cocal do Sul. Esta é também uma forma de os acolher”, enfatiza o prefeito Fernando.

Colaboração: Amanda Farias –  Prefeitura de Cocal do Sul

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<