13 junho 2024 - 9:13
- Anúncio -

Cocal do Sul adere Campanha Faça Bonito em combate ao abuso de crianças e adolescentes

Secretaria de Ação Social do Município está desenvolvendo diversas ações neste mês

Este mês, também conhecido como ‘Maio Laranja’, traz a campanha que tem como objetivo o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes do Brasil. Pensando em refletir e conscientizar acerca do tema, o dia 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, com a campanha ‘Faça Bonito’.

Em Cocal do Sul não é diferente – a Secretaria de Ação Social do município está preparando diversas ações. No dia 21, irá ocorrer um show educacional infantil com contação de história e musicalização. A ideia é fazer com que através das histórias, as crianças e adolescentes possam conhecer e reconhecer, através das histórias, atitudes suspeitas. A programação é voltada para crianças do ensino fundamental, na sede recreativa da Coopercocal.

Além disso, as crianças e adolescentes que fazem parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos estão passando por uma roda de conversa e orientações sobre o tema. Foram desenvolvidos por elas cartazes, flores e vasos que remetem à campanha. As crianças decoraram pontos, como a prefeitura, com flores amarelas (da Campanha Faça Bonito) e os materiais também serão distribuídos no comércio.

A coordenadora da Secretaria de Ação Social do Município, Patrícia De Lucca, explica que em Cocal do Sul o atendimento a crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual é realizado pelo CREAS que executa o Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI).                                                                    “É realizado serviço de apoio, orientação e acompanhamento a famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos. O CREAS atende Famílias e indivíduos que vivenciam violações de direitos por ocorrência de violência física, psicológica e negligência; violência sexual: abuso ou exploração sexual; situação de rua e mendicância e abandono”, explica Patrícia.

“O serviço tem por objetivo contribuir para o fortalecimento da família no desempenho de sua função protetiva; processar a inclusão das famílias no sistema de proteção social e nos serviços públicos, conforme necessidades; contribuir para restaurar e preservar a integridade e as condições de autonomia dos usuários”, acrescenta.

Entenda a data

A data é alusiva ao crime ocorrido em 18 de maio de 1973, conhecido como Caso Araceli, na cidade de Vitória (ES). A menina Araceli Cabrera Sánchez Crespo, de oito anos, foi sequestrada, drogada, espancada, estuprada e morta por membros de tradicionais e influentes famílias do Espírito Santo. A partir de 2000, por meio da Lei 9.970, o 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Como buscar ajuda

O Creas é o lugar em que as famílias e, claro, as crianças e adolescentes que passam por essa situação podem buscar ajuda e denunciar o abusador. E mais do que isso – há profissionais preparados para dar assistência, orientação e auxílio mental às vítimas. Existem trabalhos feitos para orientar as famílias quanto aos sinais que as crianças apresentam, para que todos possam estar atentos para fazer a denúncia.

As denúncias podem ser feitas pelo telefone 100 ou também pelo 3444-6034 (Creas de Cocal do Sul). Além disso, as pessoas podem buscar ajuda presencialmente no Creas, que fica localizado na Rua Voluntário da Pátria, no Centro de Cocal do Sul. O horário de atendimento é das 07h30 às 12h e das 13h às 16h30.

Colaboração: Amanda Farias – Prefeitura de Cocal do Sul

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<