14 junho 2024 - 6:44
- Anúncio -

Cerimônia aos primeiros zoldanos marca o encerramento da semana de Gemellaggio em Siderópolis

Após uma missa no idioma em italiano celebrada na capela São Floriano, na Comunidade de Rio Jordão, uma cerimônia em memória aos primeiros zoldanos que habitaram a região, marcou o encerramento do Gemellaggio 2023, neste domingo, dia 10. O prefeito de Siderópolis, Franqui Salvaro e o representante do prefeito de Val Di Zoldo e presidente da Associazione degli Amici de Rio Jordão, Giacomo Renzo Scussel, caminharam com uma coroa de flores até monumento ao Imigrante Zoldano e da Pedra Símbolo do Gemellaggio.

Integrantes da comitiva italiana, do poder público municipal de Siderópolis e da comunidade participaram do momento, inclusive com a presença dos ex-prefeitos Lúcio Ubialli, que foi que iniciou o Gemellaggio em 1995; e o do ex-prefeito Hélio Roberto Cesa. No próximo ano, uma comitiva sideropolitana deve desembarcar na Itália para dar continuidade ao protocolo, que prevê visitas recíprocas.

O prefeito de Siderópolis, Franqui Salvaro, agradeceu a organização e reforçou o compromisso com o Gemellagio, de manter a preservação das tradições e da história. “Culturalmente é muito importante para o município e isso impacta em outras áreas, como o turismo, a indústria, o comércio e a economia como um todo. Estamos muito felizes em poder retomar Gemellaggio”, garante o prefeito, já que as visitas foram interrompidas devido a pandemia de Covid-19.

O assessor de cultura e turismo da prefeitura, Arisson Fabricio Nunes, diz que o Gemellaggio busca fortalecer a união dos laços entre as cidades irmãs. “Queremos que Gemellaggio continue por mais 28 anos”, afirmou incentivando os mais jovens a dar continuidade. “O principal objetivo do Gemellaggio é trazer mais pessoas para as associações italianas do município. É preciso ter a experiência dos mais sábios, mas também contar com os jovens que são o futuro das entidades culturais”, disse.

As cerimônias desta manhã de domingo foram conduzidas pelo Padre Orionita, Anderson Cristian Rodrigues e teve o acompanhamento do Grupo de Cantores da Associação Bellunese – Família de Siderópolis.

Renovação e o pacto

Na última quarta-feira, dia 6, o acordo foi renovado em documento assinado no gabinete do prefeito Franqui Salvaro. “Precisamos dar continuidade a esta tradição e com os laços com a Itália, que não devemos perder nunca. São 28 anos, não podemos esquecer os nossos antepassados”, declarou o prefeito.

O Gemellaggio foi celebrado entre Siderópolis e a Comune de Forno di Zoldo, hoje, Val di Zoldo, em de dezembro de 1995. Para o presidente da Associação Cultural dos Amigos de Forno di Zoldo, que também é membro da Comissão Organizadora do Gemellaggio, Ângelo Natal Périco, o pacto de amizade entre as cidades irmãs vem resgatando o orgulho, a dignidade e o sentimento de italianidade dos descendentes de imigrantes italianos. “Ele edificou uma ponte que nos reconecta às nossas origens, criando laços sólidos e duradouros entre as duas comunidades”, comenta.

A comunidade de Rio Jordão recebeu duas levas de imigrantes entre os anos de 1893 e 1895, somando 30 famílias, oriundas da então Forno di Zoldo, e que fundaram o distrito.

Colaboração: Antonio Rozeng

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<