29 setembro 2020 - 5:16

Cerbranorte: servidores de São Ludgero são investigados

Em uma investigação conjunta entre Polícia Civil e Ministério Público, em relação aos entraves sobre as últimas eleições na Cerbranorte (Cooperativa de Eletricidade de Braço do Norte), foi descoberto ainda o envolvimento de funcionários públicos da prefeitura de São Ludgero.

As denúncias apontaram ligações em áreas não abrangidas pelos serviços da Cerbranorte; reativação de unidades consumidoras; cadastros de pessoas que não residem nos municípios de abrangência da cooperativa; possível compra de votos; serviços realizados por funcionários da Cerbranorte em troca de votos; e pagamento de faturas em atraso, para que o cooperado pudesse votar.

Um funcionário está preso. Mas agora são, ao menos, mais seis investigados, dos quais três trabalhavam juntos. Ele é servidor efetivo da Vigilância Sanitária do município.

Segundo o prefeito de São Ludgero, Ibanês Lembeck, o Iba, os funcionários já foram advertidos por escrito. “Eles usaram o veículo da prefeitura para resolver assuntos que não são relacionados com suas funções”, explica Iba, acrescentando que este período foi descontado da folha do pagamento.

Quanto ao funcionário que está preso, Iba diz que foram dadas as férias que ele tem direito. “Caso ainda esteja impossibilitado, vamos tomar mais algumas providências. Estamos fazendo a nossa parte e aguardamos também a Justiça. No que tocar à prefeitura, vamos tomar as medidas cabíveis”, completa.

A Cerbranorte, através de sua assessoria, disse que não irá se manifestar sobre este assunto.

Com informações Diário do Sul

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-