13 abril 2024 - 5:15
- Anúncio -

Casa de veraneio e fiação antiga; atente-se aos riscos

O eletrotécnico da Cerbranorte, Ésio Vieira, atenta o consumidor para a importância da manutenção anual.

Nada como atulhar o porta-malas do carro e partir com a família para um final de semana no litoral. Pior que ao reabrir a casa depois de meses tem muito o que limpar, organizar e verificar. Ainda mais se for um imóvel antigo, vale a pena conferir a fiação e para que seja seguro para seus filhos. Segundo explica o eletrotécnico da Cerbranorte, Ésio Vieira, fiações com isolamento desgastado podem causar um curto-circuito. “E isso pode levar a um incêndio ou choques elétricos” alertou.

Alguns sinais mostram que uma fiação elétrica precisa de manutenção ou troca. Ésio cita o isolamento ressecado, quebradiço, partes vivas expostas (aparecendo o cobre) e a coloração da capa. “Se um fio é vermelho, mas uma parte está esbranquiçada, por exemplo, é sinal que está desgastado e oferece riscos.

Em casas de praia, a vistoria deve ser mais frequente devido ao salitre: o ar que vem do oceano carregado de sais é condutor de eletricidade. “A maresia gruda na capa do fio e se uma pessoa coloca a mão sobre a capa pode levar um choque elétrico”, conta Ésio. “No mínimo deve ser feita uma vistoria uma vez por ano”. Mas em casas longe do mar, em Braço do Norte e Rio Fortuna, por exemplo, o recomendado é que seja a cada dois anos. Essa vistoria deve ser feita por um profissional capacitado, como um eletricista ou um técnico em eletricidade.

Caso a fiação desgastada esteja na sua rua, é de responsabilidade da cooperativa que atende aquela localidade. A Cerbranorte oferece um ramal de ligação aéreo para casos assim. Caso o associado perceba alguns dos sinais de desgaste, é só ligar para 0800 643 2499 e agendar uma visita técnica da Cerbranorte.

CERBRANORTE

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-